CASO ADVOGADO

Polícia continua as investigações da morte do advogado em Caruaru


Delegado responsável pelo caso, vai recolher alguns depoimentos que podem ajudar a desvendar o assassinato do advogado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 16/07/2018 às 20:42
Reprodução / TV Jornal
FOTO: Reprodução / TV Jornal
Leitura:

Novas informações podem ajudar a desvendar o crime

Novas informações podem ajudar a desvendar o crime
Reprodução / TV Jornal

A Polícia Civil está juntando as peças para descobrir o motivo e identificar os executores do advogado André Ambrósio, de 46 anos, no Loteamento Itamaraty em Caruaru. A ex-mulher da vítima, que não teve o nome divulgado, estava no Maranhão quando aconteceu o crime na quinta-feira (12). Ela chegou nesta segunda-feira (16) e foi escoltada pela Polícia, direto para a Delegacia para prestar depoimento.

O Depoimento foi bastante demorado, começou por volta das 10h da manhã e acabou depois das 12h. No local, três advogados participaram para defende-la. Ela prestou o depoimento e saiu em seguida pela lateral da Delegacia sem falar com a imprensa.

O Delegado, Rodolfo Barcelar, vai recolher outros depoimentos para encontrar o suspeito do assassinato do advogado André Ambrósio em Caruaru.

Ouça os detalhes com Luiz Carlos Fernandes

Relembre o caso

Um advogado foi assassinado na tarde desta quinta-feira (12) em caruaru, Agreste de Pernambuco em frente da própria residência.

A vítima identificada como André Ambrósio Ribeiro Pessoa, de 46 anos, foi atingida por vários disparos de arma de fogo na cabeça enquanto descia do próprio carro no Loteamento Itamaraty.

O advogado estava com a filha de um ano e seis meses, além da babá dentro de um carro blindado, da marca Hyundai Santa Fé. Assim que ele desceu do veículo e segurou a criança no braço, um homem se aproximou anunciando um assalto no local.

Ele entregou a filha a babá, se ajoelhou e levou cinco tiros na cabeça. A vítima acabou morrendo na hora. Após a execução, o suspeito fugiu dentro de um Citroen Arcos da cor cinza e não levou nada da vítima.

Informações sobre identificação ou localização dos criminosos, podem ser repassadas para a 20ª Delegacia de Polícia de Homicídios de Caruaru, através do telefone (81) 9 9488-7042 (Whatsapp), com total sigilo e anonimato. A OAB está acompanhando e colaborando com todo o trabalho de investigação junto a equipe de investigadores.


Mais Lidas