câmara municipal

Marco Aurélio insiste que reajuste é para servidores e não vereadores


Para o vereador, texto foi mal interpretado, mas ele se dispôs a rever documento para fazer as alterações necessárias

Mayra Milenna Gomes
Mayra Milenna Gomes
Publicado em 24/07/2018 às 9:31
Foto: Divulgação/Câmara dos Vereadores do Recife
FOTO: Foto: Divulgação/Câmara dos Vereadores do Recife
Leitura:

Primeiro-secretário da Câmara do Recife, o vereador Marco Aurélio (PRTB) falou, em entrevista à Rádio Jornal, no Passando a Limpo desta terça-feira (24), que não houve reajuste de 15% no auxílio-alimentação dos parlamentares. A revisão, publicada no Diário Oficial desse sábado (21), seria dos valores referentes ao ticket alimentação dos servidores. "Há oito anos que o auxílio-alimentação dos vereadores não é reajustado. Se vocês entrarem no Portal da Transparência vocês vão ver que o valor do ticket refeição continua o mesmo e o dos servidores mudou".

Para o vereador, o texto foi mal interpretado, mas ele se dispôs a conversar com o procurador da casa para rever o documento e fazer as alterações necessárias.

Ouça entrevista completa:

Penduricalhos

O auxílio alimentação dos vereadores do Recife, hoje, passa dos R$ 3 mil. Sobre o valor, Marco Aurélio justificou que políticos não têm coragem de exigir um salário sério e vão colocando penduricalhos nos vencimentos para justificar os gastos parlamentares. "Estou esperando que o Senado acabe com os penduricalhos, que a Câmara Federal acabe, que apareça um político sério que diga 'O salário da gente tem que ser tanto' pra acabar com penduricalho. No dia que eles fizerem eu faço aqui"


Mais Lidas