MEDO

Homem se queixa de insegurança no Hipódromo após ter casa invadida


Além do sentimento de revolta pela invasão de sua casa no bairro do Hipódromo, vítima ainda ficou insatisfeita com o resultado da audiência de custódia

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 30/07/2018 às 13:55
Foto: Reprodução/Google Street View
FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

No bairro do Hipódromo, na Zona Norte do Recife. onde na semana passada uma casa foi invadida por criminosos, o sentimento é de revolta depois que duas suspeitas foram liberadas em audiência de custódia.

A vítima, que teve o nome preservado, explicou que, no lugar das conversas de fim de tarde, os moradores se escondem por trás de muros altos, câmeras de vigilância e cercas eletrificadas. “A vida da gente era uma vida maravilhosa, uma rua larga, bonita, arborizada e, de repente, agora a gente não pode abrir uma grade, não pode andar na rua, não pode nem ajudar alguém porque a gente desconfia até da sombra”, lamentou.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Entenda o caso

Na Delegacia do Espinheiro, o delegado Rômulo Aires, apresentou os detalhes da prisão em flagrante de um casal acostumado a praticar furtos em residências e estabelecimentos na área. Michael Luiz de Amaral, de 38 anos, e Izabel Cristina Ferrer da Silva, de 29 anos, entraram na residência levaram telefones celulares, computadores, tablets, joias e uma bicicleta.

Material apreendido com o trio
Material apreendido com o trio
Rafael Carneiro/ Rádio Jornal

Todo material foi recuperado pelos policiais com Cintia Cibele Soares de Macedo, de 29 anos, conhecida por Galega, na casa dela em Santo Amaro. De acordo com o delegado, a receptadora comprou tudo por R$ 300.

Documentos, celulares, cartões de bancos, relógios, cheque, escadas e bicicletas foram recuperados em poder da Galega e uma outra investigação foi aberta contra a mulher.

Resultado da audiência

Na audiência de custódia em que foram apresentado Michael Luiz de Amaral e Izabel Cristina Ferrer da Silva, viciados em crack e com várias passagens pela polícia pela mesma prática criminosa, e Cintia Cibele Soares de Macedo, as suspeitas pagaram fiança e forma liberadas. Já Michael foi encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.


Mais Lidas