FEMINICÍDIO

Suspeito de matar e esquartejar mulher é encaminhado ao Cotel


Albertino Fortunato, de 52 anos, mantinha uma relação amorosa com a mulher e confessou ter praticado o crime

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 30/07/2018 às 13:22
Reprodução/ TV Jornal
FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Foi encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, o pintor Albertino Fortunato de Oliveira Filho, de 52 anos, que matou, esquartejou e ocultou o corpo da dona de casa Ana Maria da Silva, de 56 anos. Ele foi preso preventivamente pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver após audiência de custódia, nesta segunda-feira (30).

O crime aconteceu no último sábado (28) em um quarto na cidade de Ipojuca, no Litoral Sul. De acordo com a polícia, o suspeito tinha alugado o imóvel há seis meses para se encontrar com a vítima. Os dois mantinham um relacionamento amoroso e, em depoimento, o pintor confessou que matou a mulher porque ele não queria mais continuar a relação com ela.

Ana Maria foi morta com vários golpes de faca e teve o corpo esquartejado em duas partes. Os restos mortais foram encontrados cobertos por um lençol e dentro de uma sacola na PE-42 bem próximo ao local do crime.

O pintor foi preso na casa das filhas em Sirinhaém, também no Litoral Sul. Segundo o delegado Felipe Monteiro ele estava calmo e assumiu o crime. "Em nenhum momento ele demonstrou nenhum tipo de arrependimento", contou o delegado.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

Família em silêncio

Uma filha e o marido da vítima estiveram no Instituto de Medicina Legal (IML) mas preferiu não gravar entrevista.

Uma amiga de Ana Maria contou que o crime chocou vizinhos e parentes.

O corpo de Ana Maria será sepultado no Cemitério Público de Ipojuca.


Mais Lidas