SEPULTAMENTO

Nicarágua: companhia aérea dispensa cobrança por traslado de corpo de estudante


O corpo da estudante de medicina Raynéia Gabrielle, que foi morta a tiros na Nicarágua, chega ao Recife na próxima sexta-feira (3)

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 31/07/2018 às 16:23
Reprodução/ Internet
FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

O corpo da estudante de medicina assassinada na Nicarágua, Raynéia Gabrielle Lima, de 31 anos, chega ao Recife na próxima sexta-feira (3). A companhia aérea que fará o translado não cobrou pelo serviço. As informações foram repassadas pelo secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, nesta terça-feira (31).

O secretário agradeceu à companhia aérea panamenha Copa Airlines pelo gesto. “Nós queremos agradecer a essa empresa de aviação a Copa Airlines porque eles dispensaram o pagamento do frete, que seria algo em torno de 3.500 dólares, ou seja, R$ 15 mil”, falou.

O embalsamento e sepultamento de Raynéia foi todo arcado pelo Governo de Pernambuco, que gastou cerca de R$ 16 mil com os serviços.

A família e os amigos da estudante vão se despedir da jovem em uma cerimônia no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, ainda na sexta-feira (3). “Na madrugada da sexta-feira (3), à 0h35, o corpo estará chegando diretamente do Panamá. O corpo sairá na quinta-feira (2), às 11h30, da cidade de Manágua, na Nicarágua, faz um novo voo que vai assumir o transporte do Panamá para o Recife”, detalhou. “O corpo chegando será entregue à família e ao Governo de Pernambuco e nós vamos transportá-la do Aeroporto dos Guararapes para o Cemitério Morada da Paz, onde ela será sepultada às 11h”, completou o secretário.

Confira os detalhes no flash de Cristiano Bassan:

Relembre o caso

A estudante de medicina Raynéia Gabrielle Lima, de 31 anos, foi morta a tiros na noite da segunda-feira (23) em Manágua, capital da Nicarágua. O País enfrenta uma onda de protestos que pedem a saída do presidente Daniel Ortega, que está no cargo desde 2006 e reformou a constituição para permitir sucessivas eleições.

Segundo informações de amigos, a pernambucana, de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, não participava de nenhum tipo de manifestação no país. O namorado da pernambucana teria saído do carro gritando que eles não participavam de nenhum grupo. Logo após, os atiradores fugiram.

O corpo da jovem foi liberado do Instituto de Medicina Legal (IML) de Manágua, capital da Nicarágua, na manhã de quinta-feira (26).

A Polícia Nacional da Nicarágua, informou ter capturado o homem suspeito de ter assassinado Raynéia. Identificado como Pierson Gutiérrez Solís, de 42 anos, ele foi preso na última sexta-feira (27).

De acordo com a nota que foi emitida pela polícia, o suspeito usou uma carabina M4 para assassinar a pernambucana.

A princípio o governo da Nicarágua tinha afirmado que o crime teria sido cometido por um segurança privado. Na versão das Organizações Não-Governamentais (ONGs) o reitor da Universidade Americana (UAM), Ernesto Medina, Raynéia foi assassinada por paramilitares.


Mais Lidas