Eleições

MDB confirma nome de Henrique Meirelles como candidato à Presidência


Ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, concorre à Presidência pela primeira vez

Antônio Gabriel Machado
Antônio Gabriel Machado
Publicado em 02/08/2018 às 13:25
Agência Brasil
FOTO: Agência Brasil
Leitura:

Em convenção nacional realizada nesta quinta-feira (2), o MDB confirmou no nome do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como candidato à Presidência da República. O resultado da votação foi apresentado por Romero Jucá (RR), senador e presidente nacional da sigla, com 85% dos votantes apoiando a candidatura de Meirelles.

O encontro contou com a presença de lideranças da sigla. Além de Jucá, o presidente Michel Temer e o ex-presidente José Sarney, estiveram presentes. O nome do vice não foi definido, mas uma convenção da sigla, marcada para a próxima segunda-feira (6), deve apontar um nome para compor a chapa ao lado de Meirelles. A convenção nacional também autorizou a sigla a definir coligações.

Esta é a primeira candidatura à presidência do MDB desde de 1994, onde Orestes Quércia concorreu ao Planalto. Meirelles se filiou ao MDB em abril e concorre à presidência pela primeira vez. Antes, era filiado ao PSD.

DEM e PP confirmam apoio a Alckmin

Em convenção nacional, o Democratas (DEM) oficializou hoje (2) o apoio à pré-candidatura do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República. Os partidos que compõem o chamado Centrão, formado por DEM, PP, PRB, PR e Solidariedade, confirmaram o apoio ao tucano na semana passada.

Presente na convenção, Alckmin disse que o nome do vice-presidente na sua chapa será divulgado na Convenção Nacional do PSDB, marcada para este sábado (4), em Brasília. O ex-governador agradeceu o apoio e a confiança do Democratas ao seu nome. “Vamos fazer juntos uma grande campanha”.

Alckmin disse que o foco do seu programa de governo será a retomada do emprego. “O Brasil é um país vocacionado para crescer, mas para crescer precisa ter confiança”. Ele afirmou que, se eleito, vai trabalhar para que o Brasil receba investimentos para voltar a crescer.

Segundo o presidente nacional do DEM, ACM Neto, o candidato tucano vai mostrar que é possível ter esperança de fazer boa política, em uma campanha que será muito disputada. “Seremos decisivos para a sua vitória e para, ao seu lado, transformar o Brasil”, disse ACM Neto a Alckmin em seu discurso.

O presidente do DEM ressaltou que, a partir do próximo ano, o Brasil vai viver “momentos difíceis e que medidas duras terão que ser tomadas”, com responsabilidade fiscal e equilíbrio das contas públicas. “Temos que ser sinceros desde a campanha”, acrescentou.

Ao chegar à convenção, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que já há consenso para o nome do vice-presidente na chapa de Alckmin, mas não divulgou o nome. Segundo ACM Neto, o vice-presidente da chapa virá do bloco denominado centro democrático.

Atualmente, a bancada do DEM no Congresso Nacional tem 43 deputados federais e cinco senadores.


Mais Lidas