Eleições

Candidato ao Senado pelo MDB, Jarbas Vasconcelos declara apoio à Alckmin


Jarbas Vasconcelos será candidato ao Senado no estado na chapa do PSB e apoia candidatura contrária ao MDB

Antônio Gabriel Machado
Antônio Gabriel Machado
Publicado em 03/08/2018 às 14:52
Foto: JC Imagem
FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

Em convenção estadual realizada nesta sexta-feira (3), o MDB definiu o nome de Jarbas Vasconcelos como candidato ao senado federal na chapa que é encabeçada por Paulo Câmara, candidato à reeleição no governo do Estado pelo PSB. O MDB enfrenta um confronto interno encabeçado por Fernando Bezerra Coelho e Raul Henry, vice-governador do estado e presidente estadual da sigla.

FBC entrou com um pedido de urgência para a dissolução do MDB em Pernambuco, pedido que foi negado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, e comemorado por Jarbas.

"Chegamos num momento importante do partido e com muita tranquilidade, respaldado. Preparar agora o partido para a disputa. Importante que a gente faça isso e se mobilize. Continuar depositando a nossa confiança na condição do partido através de Raul Henry", disse Jarbas Vasconcelos.

Raul Henry, também presente na convenção, se disse tranquilo diante do futuro do partido. "Nosso direito é incontestável. São cinco decisões do Supremo a nosso favor. Isso nos dá tranquilidade de fazer nossa escolha política em Pernambuco, fazer nossas campanhas e ir pra rua. Depois o povo julga, eleição é isso. Essa etapa de hoje consolida nossas candidaturas", comentou.

De qualquer maneira, o mérito da questão ainda não foi julgado e o caso não está encerrado.

Jarbas ignora candidatura do MDB à presidência e apoia Alckmin

Jarbas Vasconcelos também declarou apoio à Geraldo Alckmin, que disputa a Presidência da República pela segunda vez no PSDB. A decisão de Jarbas vai de encontro com a candidatura do próprio MDB, que oficializou a candidatura de Henrique Meirelles para o Planalto.

"Pra mim não altera nada, mantenho minha decisão e respeito a do partido. Espero que a recíproca seja verdadeira", disse Jarbas.


Mais Lidas