PRECONCEITO

Diretora de escola diz que imagem de mãe com câncer é agressiva


A mulher procurou a diretora da escola após a filha ser alvo de bullying por conta da doença da mãe

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 03/08/2018 às 17:47
Reprodução/ Redes Sociais
FOTO: Reprodução/ Redes Sociais
Leitura:

Uma mulher que luta contra um câncer há quatro anos foi vítima de comentário preconceituoso feito pela diretora da escola de sua filha, uma garota de 11 anos. Em uma postagem no Facebook feito pela irmã da vítima, ela relata que a diretora da escola particular localizada em Brasília disse que a imagem de Carol Venâncio era “agressiva à sociedade” e que "a imagem dela assustava". A diretora foi afastada do cargo após a repercussão do caso.

Segundo Camila Venâncio, irmã da vítima, a mulher procurou a direção da escola após sua filha, que estuda na unidade de ensino sofrer bullying por conta do câncer da mãe. “Carol procurou a diretoria da escola Notre Dame Brasília, na pessoa da Sra. Loiva, e essa senhora, cruel, sugeriu que minha irmã usasse peruca ou chapéu, pois a imagem dela era agressiva a sociedade”, publicou Camila no Facebook.

De acordo com a publicação, Camila foi até a escola defender a irmã, vítima do ataque preconceituoso. “Eu fui até a escola conversar com essa senhora e ela me disse que sugeriu sim que Carol usasse, pois a imagem dela assustava. Perguntei a quem assustava, ela disse que a todos”, relatou a mulher. “Assustador é seu ódio e preconceito, a senhora sim é uma agressão a sociedade, cruel, má e desumana”, desabafou a irmã de Carol.

A publicação foi feita no dia 30 de julho, e já soma milhares de reações e mais de 980 compartilhamentos.

Veja a publicação no Facebook de Camila Venâncio:

Comunicado da escola

No mesmo dia em que a denúncia foi publicada no Facebook, a escola publicou um comunicado informando que a freira havia sido afastada da direção da unidade educacional. “A Congregação de Nossa Senhora, mantenedora do Colégio Notre Dame Brasília, comunica que Irmã Loiva Urban deixa, a partir desta data, de responder pela Direção do Educandário”, diz o comunicado.


Mais Lidas