Eleições

PT tenta outro mandado de segurança para ter Lula no primeiro debate


PT já tem um mandado de segurança negado pelo TRF-4 visando a liberação de Lula pra debate entre presidenciáveis da Band

Antônio Gabriel Machado
Antônio Gabriel Machado
Publicado em 08/08/2018 às 11:56
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
FOTO: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

O PT entrou com um mandado de segurança no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4º Região), na manhã desta quarta-feira (8), insistindo no pedido para que Lula (PT) particpe do primeiro debate entre presidenciáveis, que acontecerá na TV Bandeirantes na próxima quinta-feira (9).

Participação por videoconferência e 'meio de vídeos previamente gravados no âmbito da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba', foram os meios sugeridos pelo PT para a participação do ex-presidente.

O próprio PT já havia reforçado o pedido para a presença de Lula na última segunda-feira (6), pedido que foi negado horas depois pelo mesmo TRF-4, sob decisão da juíza Bianca Georgia Cruz Arenhart, que substituia o relator da ação, o desembargador João Pedro Gebran Neto.

Preso desde Abril, Lula busca reverter situação

Lula está preso desde o dia 7 de abril cumprindo pena de 12 anos de prisão após ter sido condenado no processo do tríplex. Com isso, Lula está inelegível, mas busca reverter a atual situação no Tribuna Superior Eleitoral (TSE) a partir do registro da candidatura, em 15 de agosto.


Mais Lidas