JIQUIÁ

Vinte dias para reconhecimento de corpo de idoso morto em incêndio


O corpo do idoso Brivaldo Fagundes dos Santos, de 89 anos, ficou totalmente carbonizado após incêndio

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 10/08/2018 às 17:06
Reprodução/ TV Jornal
FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Levará cerca de 20 dias o reconhecimento do corpo do idoso Brivaldo Fagundes dos Santos, de 89 anos, cadeirante que morreu após incêndio na própria casa, no bairro Jiquiá, na Zona Oeste do Recife. A causa da morte ainda não foi esclarecida porque segundo a sobrinha do idoso, Nedja Fagundes dos Santos, de 44 anos, o corpo está totalmente carbonizado e apenas um parente de primeiro grau pode fazer o reconhecimento.

Nedja Fagundes explicou que o irmão do idoso virá do interior do Estado para fazer o reconhecimento.

As primeiras informações da investigação indicam que o incêndio foi causado por um curto circuito em um ventilador que funcionava dentro do quarto do idoso. A Defesa Civil do Recife realizou uma vistoria no local e orientou para que as paredes danificadas fossem demolidas e reconstruídas.

Os detalhes na reportagem de Bruna de Oliveira:

Outras vítimas

Durante o incêndio, outras cinco pessoas ficaram feridas. Piter Glenison Fagundes dos Santos, 43 anos, e Lindineia Fagundes dos Santos, de 63, permanecem internados em unidades de saúde em decorrência de queimaduras e problemas respiratórios.

Os outros feridos foram socorridos pelo Copro de Bombeiros logo após o incêndio e já receberam alta médica.


Mais Lidas