ADEUS

Adeus a Pimentel, o homem das Paixões, é marcado por emoção e saudade


O ator José Pimentel, consagrado por interpretar Jesus Cristo durante quase 40 anos, faleceu em decorrência de um câncer de pâncreas

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 15/08/2018 às 14:48
Sérgio Bernardo/ JC Imagem
FOTO: Sérgio Bernardo/ JC Imagem
Leitura:

Um Jesus do povo, de simplicidade e muita luta pela arte de atuar. É assim que Lilian Pimentel quer que o pai seja lembrado. Na despedida de José Pimentel, no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife, amigos de caminhada artística, família e o público que o acompanhou se emocionaram.

Luzinete Maria de Azevedo trabalhou por mais de duas décadas com José Pimentel. Recentemente ela comprou o livro do jornalista Cleodon Coelho, “José Pimentel - Para Além das Paixões”, do qual pretende recordar sempre do artista nascido em Garanhuns, no Agreste.

Antes de ser sepultado, uma cerimônia ecumênica na capela central reuniu católicos e integrantes de religiões de matrizes africanas. O sacerdote de jurema e umbanda de Pernambuco, Jorge Arruda, leu uma poesia em homenagem ao ator e lembrou da importância e da paixão dele pelo Recife.

Ouça os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

José Pimentel deixa a filha, uma neta e uma bisneta de três anos.

Adoecimento

Internado na última quinta com um quadro de enfisema pulmonar, completou aniversário dois dias depois na UTI do Hospital Esperança e morreu em decorrência de um câncer de pâncreas nesta terça-feira (14). Além do espetáculo da Paixão de Cristo, teve momentos de destaque na tv e no rádio, mas consolidou sua carreira mesmo em espetáculos ao ar livre.


Mais Lidas