VIOLÊNCIA EM PERNAMBUCO

SDS aponta queda de 23,5% no número de homicídios em julho


Apenas 18 cidades do Estado não registraram homicídios em 2018. Em julho, Pernambuco registrou média diária de 11 assassinatos e já totaliza 2.625 mortes no ano

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 15/08/2018 às 11:35
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Pernambuco registrou queda de 23,5% nos homicídios cometidos em julho de 2018 em relação aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) registrados em 2017, de acordo com dados divulgados pela secretaria de defesa social nesta quarta-feira (15). Segundo a secretaria, julho registrou 341 homicídios, 105 a menos do que o mesmo período do ano passado.

Ainda segundo a Secretaria, o mês teve a menor média diária de homicídios em Pernambuco em 2018. Foram 11 ocorrências por dia.

Em 2017, foram 3.321 crimes violentos contra a vida nos primeiros sete meses do ano. Em 2018, foram registrados 2.625.

Menos homicídios

Dos 184 municípios pernambucanos (além do distrito de Fernando de Noronha), 86 não computaram nenhum homicídio durante julho. Além disso, 78 municípios alcançaram redução nos índices de CVLI em relação a julho de 2017. Apenas 18 cidades não registraram homicídios em 2018.

MENOS FEMINICÍDIOS - O número de vítimas de feminicídio seguiu a tendência de queda em julho e no total dos sete meses deste ano. No mês, esse indicador reduziu em 25%, caindo de 8 casos em julho de 2017 para 6 no mesmo mês em 2018. Entre janeiro e julho, a variação foi de -19% no comparativo entre os anos: em 2017, 48 mulheres foram vítimas de feminicídio nesse período, enquanto este ano contabilizaram-se 39 vítimas.

Mais estupros

Por outro lado, subiu o quantitativo de denúncias de estupro e de violência doméstica e familiar contra a mulher. O primeiro indicador aumentou em 15% (de 151 para 174 ocorrências) em julho, na comparação com o mesmo mês de 2017. Já o de violência doméstica elevou-se em 19% (de 2.547 para 3.086). Na compilação dos sete meses, as denúncias de estupro tiveram incremento de 10% (de 1.287 para 1.412) e as de violência doméstica, de 19%, passando de 18.755 para 22.307.

Confira os 85 municípios e 1 distrito com CVLI Zero em julho de 2018:

Afogados da Ingazeira, Afrânio, Agrestina, Alagoinha, Belém de Maria, Belém de São Francisco, Betânia, Bodocó, Brejão, Brejinho, Buenos Aires, Buíque, Cabrobó, Calçado, Calumbi, Camocim de São Félix, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Cachoeirinha, Caetés, Camutanga, Cedro, Chã de Alegria, Correntes, Cumaru, Fernando de Noronha (distrito), Ferreiros, Frei Miguelinho, Gameleira, Glória do Goitá, Iati, Ibimirim, Ibirajuba, Iguaracy, Inajá, Ipubi, Itacuruba, Itapetim, Itaquitinga, Jataúba, Jatobá, João Alfredo, Joaquim Nabuco, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Limoeiro, Macaparana, Manari, Mirandiba, Moreilândia, Orobó, Orocó, Palmeirina, Passira, Pedra, Petrolândia, Quipapá, Quixaba, Salgadinho, Salgueiro, Saloá, Sanharó, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria do Cambucá, Santa Terezinha, São Benedito do Sul, São João, São José do Belmonte, São José do Egito, São Vicente Férrer, Serra Talhada, Serrita, Solidão, Tacaimbó, Terezinha, Terra Nova, Tracunhaém, Triunfo, Tupanatinga, Tuparetama, Verdejante, Vertente do Lério e Vertentes.

Confira os 18 municípios com CVLI Zero de janeiro a julho de 2018:

Brejinho, Buenos Aires, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Cedo, Fernando de Noronha, Ibirajuba, Itacuruba, Jataúba, Quixaba, Salgadinho, Sanharó, Santa Cruz, Santa Filomena, Santa Terezinha, Serrita, Solidão e Tuparetama.


Mais Lidas