Gestores públicos têm as contas rejeitadas pelo TCE

Uma lista parcial já havia sido divulgada com vários nomes de gestores e ordenadores que tiveram suas contas consideradas irregulares

POLíTICA

Rádio Jornal

 

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) julgou irregulares as contas de 1.324 gestores públicos e ordenadores de despesas em Pernambuco, entre os anos de 2009 e 2018. Em julho, uma lista parcial com mais de 1,3 mil nomes havia sido divulgada TCE, mas como nessa ocasião ainda cabia recurso, a quantidade de gestores de uma lista para outra diminuiu.  

Nesta quarta-feira (15), o presidente e outros membros do Tribunal de Contas, estiveram na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) para entregar a lista definitiva ao presidente do órgão, o desembargador Luiz Carlos de Barros Figueiredo e ao Procurador Eleitoral, Francisco Machado. 

Os Tribunais de Contas do país, em ano eleitoral, precisam enviar à Justiça Eleitoral os nomes dos gestores que tenham suas contas rejeitadas por alguma irregularidade. O documento ajuda a Justiça Eleitoral hora de definir os candidatos inelegíveis para as eleições, de acordo com a Lei da Ficha Limpa.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.