DENÚNCIA

Governo diz que larva encontrada em merenda escolar não faria mal à saúde


Estudantes da Escola Técnica Estadual Eduardo Campos, em São Lourenço da Mata, denunciaram a presença de larvas na merenda escolar

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 17/08/2018 às 13:32
Reprodução/ Facebook
FOTO: Reprodução/ Facebook
Leitura:

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra larvas na merenda da Escola Técnica Estadual (ETE) Eduardo Campos, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. Os alunos encontraram os bichos nos alimentos no final do mês de julho e na última semana. Nesta sexta-feira (17), por meio de nota, a Secretaria de Educação do Estado (SEE) disse que “a larva era do grão de milho e não faria mal à saúde caso fosse ingerido". No entanto, a secretaria garantiu que "todo o lote de fubá foi substituído por um novo".

A Agência Pernambucana de Vigilância (APEVISA) visitou a Escola Técnica Estadual (ETE) Eduardo Campos, em São Lourenço da Mata, Zona Oeste do Recife, na manhã desta sexta para conferir a situação.

Confira os detalhes na reportagem de Mario Oliveira:

Confira a nota completa

A Secretaria de Educação do Estado (SEE) informa que a alimentação é fornecida regularmente para todos os estudantes da rede estadual e oferece, diariamente, três refeições nas escolas de tempo integral e escolas técnicas. Sobre o caso da larva encontrada, a empresa que fornece a merenda informou, após laudos laboratoriais, que a larva era do grão de milho e não faria mal à saúde caso fosse ingerido. Mas, como forma de evitar que novos casos acontecessem, todo o lote de fubá foi substituído por um novo e que não houve reclamações dos demais itens que compõem as refeições. Hoje (17), pela manhã, a ETE está recebendo a visita da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (APEVISA).


Mais Lidas