Cremepe apura denúncia de negligência em morte de criança picada por escorpião

Kaíque César Martins da Silva foi picado por um escorpião enquanto brincava no quintal de casa, em Itambé, na Zona da Mata Norte do Estado

ITAMBÉ
Cremepe apura denúncia de negligência em morte de criança picada por escorpião

Criança foi picada no quintal de casa - Foto: Reprodução/ TV Jornal

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) abriu uma sindicância para apurar para apurar a morte de Kaíque César Martins da Silva, de 2 anos, após picada de um escorpião em Itambé, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, no domingo (2).

Os pais do garoto de dois anos, que morreu após ser picado por um escorpião, em Itambé, afirmam que houve negligência médica por parte do sistema de saúde do município. Kaíque brincava no quintal de casa quando foi picado pelo bicho. Ele foi levado para a Unidade Mista Doutor Hercílio Moraes Borba, em Itambé, onde recebeu os primeiros atendimentos.

Depois foi encaminhada para o Hospital Belarmino Correia, em Goiana e, em seguida, transferido para o Hospital da Restauração, mas acabou não resistindo. De acordo com Lívia Regina, mãe da criança, o atendimento na Unidade Mista Doutor Hercílio Moraes Borba e a transferência para o Hospital Belarmino Correia foram demorados.

Segundo o secretário de Saúde de Itambé, Gildo Cabral, a demora para a transferência aconteceu por conta de burocracias de contato com a central de regulação do estado.

Confira os detalhes na reportagem de Jessica Lima: 

Sindicância corre em sigilo

Por meio de nota, o Cremepe afirmou ainda que a sindicância tramita em sigilo processual para não comprometer as investigações e tramitará no conselho por até 180 dias, podendo ser prorrogada. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.