Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

access_time

02:00

Super Manhã / Passando a limpo

Geraldo Freire

access_time

03:20

Consultório do Rádio Livre

-

Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

access_time

02:00

Super Manhã / Passando a limpo

Geraldo Freire

access_time

03:20

Consultório do Rádio Livre

-

search close
Polícia fará reconstituição do assassinato do médico Denirson Paes
O cardiologista Denirson Paes da Silva foi morto e esquartejado - Foto: Reprodução/ Facebook
CASO ALDEIA

Polícia fará reconstituição do assassinato do médico Denirson Paes

A reconstituição nesta sexta-feira (14) contará com Jussara e uma pessoa do mesmo peso e altura de Denirson

Rádio Jornal

Onze dias após a farmacêutica Jussara Rodrigues da Silva Paes de 54 anos, ter confessado que matou o marido cardiologista Denirson Paes da Silva, e esquartejado e parcialmente carbonizado na cacimba de casa, em Aldeia, os peritos estarão na no condomínio onde o casal morava, para a reconstituição do crime, na manhã desta sexta-feira (14).

Para saber se Jussara contou a verdade à polícia, a simulação será feita com alguém do mesmo porte, peso e altura que Denirson.  A reprodução vai contar com a participação da suspeita.

No dia 3 de setembro, Jussara confessou ter assassinado Denirson sem ajuda do filho, Danilo Paes de 23, que está no Cotel.  De acordo com a farmacêutica, no dia 1 de junho, depois de discutirem, o casal entrou em luta corporal e o médico teria caído, batido a cabeça e ficado desacordado, foi então que Jussara teria estrangulado Denirson. Ao perceber que ele estava morto, ela disse que colocou o corpo no quarto do quiosque e só voltou ao lugar de madrugada, onde mutilou e ateou fogo no órgão genital do marido.

Jussara ainda disse que esquartejou o corpo do médico antes de jogá-lo na cacimba. Segundo ela, os filhos estavam dormindo durante o processo.

Suspeita teria usado uma serra

Encarregada de investigar o caso, a delegada Carmen Lúcia, disse que estranhou o fato da empregada da casa ter comentado que tanto Jussara quanto Danilo se queixaram de dores na coluna, após Denirson desaparecer. Para esquartejar o corpo do médico, a perícia apontou que uma serra foi utilizada pela suspeita.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.