Brasil registra um suicídio a cada 46 minutos, aponta pesquisa

De acordo com o Ministério da Saúde, houve um crescimento considerável de 2,3 na taxa de suicídios no Brasil

SAúDE
Brasil registra um suicídio a cada 46 minutos, aponta pesquisa

Trabalho do CVV, através do número 188, já atendeu cerca de 2,5 milhões de pessoas em 2018 - Foto: José Cruz/Agência Brasil

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (20) pelo Ministério da Saúde aponta que o Brasil registrou 11.433 mortes por suicídio em 2016, uma média de um a cada 46 minutos. O número apresenta um crescimento considerável de 2,3% em relação a 2015.

No entanto, a Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde estima que o número seja cerca de 20% maior em um subdiagnóstico.

O suicídio é a quarta maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 no Brasil. Entre os homens, nesse mesmo recorte de idade, é o terceiro motivo mais recorrente; o oitavo entre as mulheres.

Recortes e vítimas

A maior taxa de mortes por suicídio a cada 100 mil habitantes é entre indígenas, cerca de 15,2 a cada 100 mil. Entre homens, o número chega 23,1 e entra mulheres 7,7. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, 44,8% dos suicídios indígenas ocorreram entre os 10 e 19 anos de idade.

No geral, a taxa de suicídio entre homens é de 9,2 a cada 100 mil habitantes, um aumento de 28% em uma década. Entre as mulheres o número chega a 2,4.

Combate

O suicídio é apontado como a 2ª principal causa de morte mundial entre jovens de 15 a 29 anos
O suicídio é apontado como a 2ª principal causa de morte mundial entre jovens de 15 a 29 anos
Agência Brasil

O mesmo estudo também aponta que os municípios com Centros de Atenção Psicossociais (CAPS) apresentaram uma redução de risco de 14%. Por ano, o SUS gasta cerca de R$ 3 milhões em internações hospitalares por autointoxicação, o valor equivalente a construção e custeio de 8 CAPS ao ano.

Também em um ano, 109 CAPS foram implementados no país, em decorrência da ampliação da Política Nacional de Saúde Mental.

Ligações gratuitas

As ligações para o Centro de Valorização da Vida (CVV), através do número 188, passaram a ser gratuitas em todo o país no último dia 1º de julho. A CVV é uma associação sem fins lucrativos que trabalha com a prevenção ao suicídio com voluntários que recebem treinamento específico e dão apoio emocional as pessoas.

Somente neste ano, o CVV já atendeu cerca de 2,5 milhões de pessoas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.