Homem é preso após estuprar e deixar sobrinho gravemente ferido

A irmã do suspeito, que fez a denúncia à polícia, disse que o homem aproveitou que estava sozinho com o menino para praticar o estupro

BARBARIDADE
Homem é preso após estuprar e deixar sobrinho gravemente ferido

Agressor aproveitou momento em que ficou sozinho com o sobrinho para praticar o crime - Foto: Ezequiel Perino/ TV Jornal

A Polícia Civil apresentou os detalhes da prisão de um homem de 19 anos acusado de estuprar no último mês de junho o próprio sobrinho um garoto de apenas cinco anos de idade. O crime aconteceu na casa onde a família mora em uma comunidade no bairro de Jardim São Paulo, na Zona Oeste do Recife.

A denúncia foi feita pela mãe do garoto que é irmã do acusado. Em depoimento, ela afirmou que o irmão aproveitou o momento em que estava sozinho com o menino e praticou o estupro.

O garoto ficou bastante machucado e foi levado para uma unidade de pronto atendimento e em seguida transferido para o IMIP onde precisou passar por uma cirurgia de reconstrução do ânus.

De acordo com o delegado Ademir Oliveira, do Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o homem foi preso no fim do mês passado. Ele havia fugido após o crime e estava escondido em uma comunidade no bairro de areias. “Ele confessa e disse que agiu por um impulso. Disse que não resistiu e naquela oportunidade praticou o ato”, contou o delegado.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira: 

Delegado pede que pais fiquem atentos aos sinais

O homem foi encaminhado ao centro de triagem o Cotel. Contra ele havia um mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro de vulnerável. A polícia alerta e orienta aos pais quanto aos crimes desta natureza.

“Ela começa a diminuir seu rendimento escolar, ela se afasta, se retrai e isso de uma forma brusca, o que não é comum. Se há mudança de comportamento tem uma causa e essa causa pode ser a violência. Converse com a criança”, disse o delegado, pedindo que os responsáveis fiquem atentos a sinais de machucados pelo corpo dos menores também.  

Ainda de acordo com o delegado, o acusado também abusou sexualmente uma menina de sete anos moradora da comunidade. Mas ainda não há detalhes sobre o caso.

Qualquer denúncia deve ser feita no DPCA fica no bairro da Madalena. Através do telefone Disque 100 também é possível denunciar casos de violências contra as crianças. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.