Eleições

WhatsApp bloqueia contas de agências de mensagens e de Flávio Bolsonaro


WhatsApp notificou extrajudicialmente quatro empresas citadas em esquema de disparo de mensagens contra o PT

Antônio Gabriel Machado
Antônio Gabriel Machado
Publicado em 19/10/2018 às 13:20
Reprodução/Twitter
FOTO: Reprodução/Twitter
Leitura:

O senador eleito pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSL), filho do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), teve sua conta de WhatsApp bloqueada. Segundo o político, através de uma postagem em sua conta oficial no Twitter, o número foi banido sem nenhuma explicação aparente.

"A perseguição não tem limites! Meu WhatsApp, com milhares de grupos, foi banido DO NADA, sem nenhuma explicação! Exijo uma resposta oficial da plataforma", disse Flávio Bolsonaro.

Veja a postagem



Notificação extrajudicial

O WhatsApp enviou uma notificação extrajudicial as agências citadas na denúncia do jornal Folha de S. Paulo de terem participado do esquema de disparo de mensagens automáticas contra o PT.

As agências digitais Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market, receberam uma notificação que determina elas pararem de fazer envio de mensagens em massa e de utilizar números de celulares obtidos pela internet.

O WhatsApp também baniu as contas associadas a essas agências.

Fake News

O candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, afirmou que pretende acionar a Polícia Federal e a Justiça Eleitoral para 'impedir' a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), após denúncias de caixa 2 contra a campanha do capitão reformado. Através do twitter, o petista acusou o seu adversário de 2º turno de 'agredir violentamente a democracia'.

"Vamos acionar a Polícia Federal e a Justiça Eleitoral para impedir o deputado Bolsonaro de agredir violentamente a democracia como ele tem feito. Fazer conluio com dinheiro de caixa 2 pra violar a vontade popular é crime. Ele que foge dos debates, não vai poder fugir da Justiça", disse Fernando Haddad através de sua conta no twitter.


Mais Lidas