Casamento coletivo no Presídio de Igarassu une 32 casais

A celebração religiosa foi conduzida pelo pastor Elízio José da igreja evangélica Casa da Benção em Rio Doce, Olinda

CELEBRAÇÃO
Casamento coletivo no Presídio de Igarassu une 32 casais

O casamento coletivo aconteceu na manhã desta quinta-feira (25) - Foto: Márcia Galindo/Seres

Informações do JC online

A união de 32 casais foi celebrada em um casamento coletivo na manhã desta quinta-feira (25), no Presídio de Igarassu (PIG), localizado na Região Metropolitana do Recife (RMR). O enlace ocorreu no espaço ecumênico do local e contou com bolo de noiva, buquê e trajes tradicionais.

Para participar do evento, os socioeducandos e suas noivas passaram por entrevistas e tiveram seu comportamento avaliado pelo setor psicossocial da unidade prisional. A ornamentação da festa ficou por conta do trabalho de detentos voluntários do PIG.

O ato, iniciativa da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), ligada à Secretaria de Justiça de Direitos Humanos (SJDH), reuniu cerca 130 familiares dos noivos, que também são voluntários na ação.

A celebração religiosa foi conduzida pelo pastor Elízio José da igreja evangélica Casa da Benção em Rio Doce, Olinda. A Defensoria Pública do Estado foi responsável pelo aporte jurídico aos noivos que foram isentos dos custos cobrados pelo cartório para o casamento. O subdefensor de causas coletivas Rafael Alcoforado também esteve presente.

'Aproxima a família'

O detento Robert William, 23, está há dois anos na unidade prisional. Ele casou com a vendedora Ana Maria, 37, com quem mantém relacionamento há cerca um ano. “Oficializar nosso relacionamento é importante porque me aproxima da família. Tenho planos de trabalhar e viver honestamente quando sair da prisão. Sei que o recomeço é difícil, mas o nosso amor é o primeiro passo e fio condutor da mudança”, disse Robert

“Todas as ações que promovam a integração familiar dos detentos são muito bem vindas, essa é mais uma oportunidade para que os reeducandos constituam e, se for o caso, restabeleçam os laços familiares. Os resultados positivos repercutem na vida deles e na rotina do Sistema Prisional”, disse o secretário-executivo de Ressocialização Cícero Rodrigues.

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.