SERTÃO

Polícia investiga incêndio em escola e posto em comunidade indígena


Incêndio atingiu a única escola e o único posto de saúde da comunidade indígena Pankararu, em Jatobá, no Sertão de Pernambuco

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 29/10/2018 às 17:54
Reprodução/ Facebook
FOTO: Reprodução/ Facebook
Leitura:

A comunidade indígena Pankararu, em Jatobá, no Sertão de Pernambuco, foi alvo de uma ação de vandalismo que destruiu a única escola e o único posto de saúde do local, na madrugada desta segunda-feira (29). A denúncia fui publicada no Facebook do Povo Pankararu e, segundo a postagem, pouca coisa foi salva.

A Polícia Civil de Pernambuco está investigando a motivação e os suspeitos do incêndio que destruiu a Unidade de Saúde da Família e a Escola Municipal de Jabotá. Uma equipe está realizando a perícia nos locais e será aberto um inquérito policial para investigar o caso, que está sobre o comando do delegado Daniel Angeli. A escola e o posto de saúde ficam na Aldeia Bem Querer de Baixo.

“Hoje nosso povo acorda com uma escola e um PSF destruídos pelo fogo do ódio, preconceito e da intolerância. A Escola São José e o PSF, prédios da Prefeitura de Jatobá, localizados na aldeia Bem Querer de Baixo, foram criminosamente incendiados tendo praticamente perda total da estrutura física, móveis, documentos, equipamentos... Pouca coisa se salvou”, diz a postagem.

Uma pessoa que não quis ser identificada disse que o posto fazia entre 20 e 30 atendimentos por dia tanto para indígenas quanto para não indígenas.

Segundo a publicação na rede social, o posto de saúde realizava cerca de 500 atendimentos mensais da comunidade indígena.

Confira abaixo a postagem:


Mais Lidas