ENTREVISTA

Paulo é o governo do estelionato eleitoral, diz Armando Monteiro


Derrotado por Paulo Câmara, Armando Monteiro diz que governador reeleito não cumpriu promessas de 2014 e já descumpre as de 2018. Senador criticou fim da Decasp

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 23/11/2018 às 11:05
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Derrotado pelo governador Paulo Câmara (PSB) nas duas últimas eleições, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) criticou o rival e disse que a gestão – reeleita em outubro – comete os mesmo erros do primeiro mandato. “Desde 2014 que Paulo Câmara é o governo do estelionato eleitoral. E ele já não está cumprindo as promessas de 2018”, disparou. Acompanhe a entrevista na íntegra abaixo.

Sem mandato a partir de 2019, Armando ressalta que o atual governador não vai cumprir como anunciado antes a promessa do 13º salário do Bolsa Família: “É completamente diferente do que foi anunciado durante a campanha. O prometido era o 13º do Bolsa Família sem a condição das notas fiscais”, ressaltou. Armando também prometeu implantar o 13º durante a campanha. Quando perguntado o que faria diferente, ele não respondeu.

Fim da Decasp

O senador Armando Monteiro disse que o fim da Delegacia de Polícia de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) é mais um “triste episódio”: “Lamentável, triste episódio e com a chancela da Alepe”, criticou. “Extinguir uma delegacia que tinha processos de investigação em processo adiantado é bizarro”, completou.


Mais Lidas