PAIXÃO DE CRISTO

"Não vou permitir", diz filha de Pimentel sobre encenação da Paixão


A família de Pimentel entrou com uma ação judicial contra os novos moldes da encenação do espetáculo no Marco Zero

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 30/11/2018 às 16:59
Acervo/ JC Imagem
FOTO: Acervo/ JC Imagem
Leitura:

A filha de José Pimentel, a produtora Lilian Pimentel, afirmou em coletiva promovida na Casa da Cultura, que não vai aceitar a nova encenação da Paixão de cristo do Recife: "Não vou permitir. (...) Ali no Marco Zero é a paixão de Cristo de José Pimentel".

José Pimentel, o tradicional Cristo da Paixão encenada no Recife, faleceu em agosto deste ano. Para 2019 foi idealizada uma homenagem ao legado delel, criador do espetáculo no Recife, com novo roteiro, cenários, figurinos e trilha sonora.

Carlos Carvalho, que assina o texto e a direção destaca que um dos diferenciais da próxima edição será "um cenário novo em movimento". Para o ator Recifense Bruno Garcia, que interpretará Jesus na Paixão de Cristo do Recife o papel é uma grande oportunidade de atuação. "É um dos personagens mais incríveis da história da humanidade, talvez o maior, uma oportunidade maravilhosa para um ator, me orgulho de dar continuidade a um legado tão importante", revela.

Mais detalhes no flash do repórter Rafael Carneiro:

Família de Pimentel processa produtores

As mudanças não agradaram a família de Pimentel, que processou Paulo de Castro, a Associação de Produtores de Artes Cênicas de
Pernambuco (Apacepe), Pedro de Lima Castro e Antônio Xavier Pires.
A liminar concedida pelo juiz da 17ª Vara da Capital proíbe que a Apacepe use o nome, legado ou qualquer criação do ator e diretor José Pimentel na Paixão de Cristo do Recife. O juiz estipulou multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento. A informação foi revelada pelo Blog de Jamildo. Após a decisão judicial, o produtor Paulo de Castro se pronunciou sobre o ocorrido: "se a justiça acha que eu não posso homenageá-lo, eu não homenagearei".


Mais Lidas