Política

Bolsonaro anuncia Ricardo Salles para Ministério do Meio Ambiente


Ricardo já foi secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo e secretário particular do então governador Geraldo Alckmin (PSDB)

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 09/12/2018 às 16:55
Foto: Pedro Calado/Governo de São Paulo
FOTO: Foto: Pedro Calado/Governo de São Paulo
Leitura:

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou neste domingo (9), através do Twitter, seu nome indicado para o Ministério do Meio Ambiente. Quem assumirá a pasta será o advogado e administrador Ricardo de Aquino Salles.

Entre 2016 e 2017, Ricardo foi secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo. Antes disso, entre 2013 e 2014, foi secretário particular do então governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Em 2018, o advogado, que é também fundador do Movimento Endireita Brasil (MEB), concorreu a deputado federal de São Paulo pelo partido Novo.

Em 2017, o Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito de improbidade administrativa contra Ricardo Salles na época em que ele era secretário do Meio Ambiente de São Paulo por possível interferência no processo de elaboração do plano de manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) Várzea do Rio Tietê.

Segundo a denúncia, o ex-secretário teria adulterado mapas para a aprovação de projetos “com a clara intenção de beneficiar setores econômicos, notadamente a mineração, e algumas empresas ligadas à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)”.

O advogado, no entanto, reforçou, em nota enviada ao Globo Rural, que as duas decisões liminares da Justiça sobre o caso foram favoráveis até o momento e que ainda não há sentença contra ele.

Primeiro escalão completo

O nome de Ricardo já estava sendo cotado ao longo da semana para o cargo. Com o anúncio oficial feito neste domingo pela manhã, Bolsonaro fecha o seu time de 22 ministros para iniciar seu governo.


Mais Lidas