Ipojuca é a cidade com maior taxa de desemprego no país

Depois da demissão em massa de 1200 pessoas no fim de 2018, Ipojuca enfrenta crise econômica e desemprego

DESEMPREGO
Ipojuca é a cidade com maior taxa de desemprego no país

Na agência do trabalho do município, as ofertas disponíveis por dia não chegam a cinco - Foto: Crédito: Reprodução

Segundo o IBGE, em 2013, no auge das construções, a Refinaria Abreu e Lima chegou a contratar mais de 45 mil trabalhadores. Hoje, seis anos depois, restaram apenas 650 empregados. Uma redução de 98,6% no número de vagas.

O pior disso tudo é que as demissões continuam. Em dezembro do ano passado, 1.200 trabalhadores foram demitidos. Agora, no mês de janeiro, a previsão é de novas saídas.

Na agência do trabalho do município, as ofertas disponíveis por dia não chegam a cinco. Na sede da Gerência Regional do Ministério do Trabalho, também em Ipojuca, o serviço não para, é o que garante a chefe do setor de seguro desemprego, Noedí Sousa. Só em dezembro, foram 894 atendimentos. Todos, para dar entrada no seguro desemprego.

Luciano Nascimento foi ao local dar entrada nos documentos para receber o FGTS. Ele foi demitido em dezembro do ano passado depois de trabalhar em uma empresa, no Complexo de Suape.

Confira os detalhes na reportagem de Isa Maria:

Comerciantes também ficaram no prejuízo

Mas, não foram só os trabalhadores que perderam com a crise. Quem investiu na abertura de restaurantes, lojas e construções de casas também ficou na mão. No bairro do Campo do Avião, que fica próximo ao centro, quase todas as casas têm um primeiro, segundo e até terceiro andar.

Na época, elas foram construídas para abrigar pessoas que vinham de outras cidades para trabalhar em Suape. Com o fim dos contratos quem investiu ficou no prejuízo.

Da cidade das oportunidades e da geração de empregos não sobrou quase nada. Quem vive aqui se esforça para continuar lutando, sem perder a esperança.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.