play_circle_outline
Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

access_time

02:40

Super Manhã / Passando a limpo

Geraldo Freire

access_time

03:20

Consultório do Rádio Livre

Anne Barretto

play_circle_outline
Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

access_time

02:40

Super Manhã / Passando a limpo

Geraldo Freire

access_time

03:20

Consultório do Rádio Livre

Anne Barretto

search close
ALERTA

Localizada em Surubim, Jucazinho é uma das 45 barragens em risco no país

A informação que aponta o risco na barragem de Jucazinho aparece no relatório da Agência Nacional de Águas (Ana)

Localizada em Surubim, Jucazinho é uma das 45 barragens em risco no país
O reservatório tem capacidade para armazenar mais de 327 milhões de metros cúbicos de água - Foto: Divulgação/ Compesa

Jucazinho em Surubim é a única barragem em Pernambuco inserida como situação de alerta de risco. A informações são do relatório da Agência Nacional de Águas (Ana) sobre segurança divulgado no fim de novembro, em que mostra 45 barragens em risco no país.

O reservatório tem capacidade para armazenar mais de 327 milhões de metros cúbicos de água. Nesse cenário, o rompimento iria causar estragos até mesmo na cidade do Recife, que está há quilômetros de distância. No entanto, a barragem conta atualmente com pouco mais de 3% da capacidade total.

Leia também 

Sirene para rompimento de barragem é acionada em Brumadinho

Identificada primeira vítima do rompimento de barragem em Minas

Bolsonaro lamenta rompimento de barragem em Brumadinho

De acordo com a Ana, entre os problemas de Jucazinho estão as fissuras nos vertedouros laterais e nas chamadas ombreiras. O relatório técnico indica ainda que a bacia de dissipação não é suficiente para sustentar a vazão da água do rio.

A Ana descobriu ainda que o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas  (Dnocs) não tem plano de ação de emergência no caso de uma possível tragédia. A conta para sanar os problemas na barragem pernambucana em surubim é de R$ 40 milhões.

O Dnocs informa que parte das obras de recuperação já teriam sido implementadas, mas não finalizadas. Várias audiências públicas com órgãos governamentais foram realizadas para discutir o assunto. A reportagem da rádio jornal não conseguiu localizar um representante do governo de Pernambuco para falar sobre Jucazinho.

Diante da tragédia em Brumadinho, o Ministério das Minas e Energia promete fiscalizar e aperfeiçoar as leis. O ministro, o almirante Bento Albuquerque afirma que daqui para frente muita coisa vai mudar, sobretudo nas responsabilidades:


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.