VIOLÊNCIA

DPCA investiga casos de maus tratos contra crianças no Recife


Um dos casos, a mãe agredia os quatro filhos e foi filmada batendo nas crianças

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 31/01/2019 às 13:36
Reprodução/ TV Jornal
FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Dois casos de negligência com crianças, no Recife, ganharam repercussão nesta quinta-feira (31). Um menino de um ano e três meses foi encontrado trancado e sozinho em um apartamento na noite desta quarta-feira. Ele estava chorando e tinha sinais de maus-tratos. O conselho tutelar chegou ao local, no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife, após receber uma denúncia anônima.

Agora, a criança está em uma casa de acolhimento. A mãe, que segue desaparecida, é usuária de drogas e está em liberdade condicional, embora tenha retirado a tornozeleira eletrônica. Em nota, a polícia civil informou que o departamento de polícia da criança e do adolescente está investigando o caso e deve se pronunciar ao final do procedimento.

De acordo com o conselheiro, Thalles Pitter, o pai da criança encontrada morava no mesmo bairro e também foi negligente.

Crianças agredidas pela mãe

Já no bairro de Campo Grande, na Zona Norte, uma mãe foi filmada agredindo os filhos há cerca de três semanas. Com medo de represálias, a avó paterna demorou a entrar em contato com o conselho tutelar da área. Segundo a avó, a mãe de vinte e dois anos tem quatro filhos: de seis, três e oito anos e uma bebê de apenas oito meses. Nesta quarta, a mãe das crianças prestou depoimento, mas foi liberada por não existir flagrante.

O pai das crianças está preso e a única fonte de renda da família é o dinheiro do programa bolsa família. De acordo com a avó paterna, a jovem é usuária de drogas e bastante agressiva com os filhos. Durante a conversa com a equipe técnica do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), na Madalena, a menina de seis anos deu indícios de que foi vítima de abuso sexual. A suspeita está sendo investigada e a criança já foi submetida a exames no instituto de medicina legal.

A denunciante, que preferiu não se identificar, afirma que a mãe por muito pouco não matou uma das crianças.

A mulher foi localizada com a bebê horas depois na comunidade do Bode, no Pina, Zona Sul do Recife. Diante do quadro clínico, a criança foi levada para a UPA da Caxangá e em seguida para o DPCA na Madalena.

A avó paterna obteve a autorização do Conselho Tutelar de ficar provisoriamente com os quatro netos. Por conta da situação de vulnerabilidade da família, o Conselho Tutelar da Encruzilhada está arrecadando donativos.


Mais Lidas