Guarda: Depoimento de avó paterna de crianças agredidas pela mãe pode ajudar

A mãe teve a prisão preventiva decretada após ser filmada agredindo as crianças

DENÚNCIA
Guarda: Depoimento de avó paterna de crianças agredidas pela mãe pode ajudar

As quatro crianças, inclusive a bebê de oito meses, eram espancadas pela mãe - Foto: Reprodução/ TV Jornal

Nesta sexta-feira (1º) a avó paterna das crianças que aparecem em um vídeo sendo agredidas pela própria mãe foi ouvida no Centro Integrado da Criança e do Adolescente, na Boa Vista, área central do Recife. Ela foi acompanhada pela defensoria, o que deve ajudar a definir o destino das crianças.

Há cerca de três semanas a mãe foi filmada agredindo os filhos, na casa da família, no bairro de campo grande, na Zona Norte do Recife. Na quarta-feira (30), a mãe prestou depoimento, mas foi liberada do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) por não existir flagrante.

No fim da tarde desta quinta-feira (31) a prisão preventiva da dona de casa de 22 anos, filmada enquanto agredia a menina de apenas 6 anos de idade, foi decretada. Na comunidade onde as crianças moram o sentimento é de muita revolta.

Uma dona de casa, que não quis se identificar, conta que chegou a ouvir muitos barulhos durante a noite, mas não imaginou que se tratavam de agressões. Desde que a denúncia foi feita, a avó paterna está responsável por cuidar dos netos de 6, 3, 1 ano e da bebê de 8 meses.

Hoje ela seguiu para o Centro Integrado da Criança e do Adolescente para solicitar a guarda permanente das crianças, briga que está travando com a avó materna.

Imagens mostram agressividade da mulher

Nas imagens, que foram divulgadas nesta quarta-feira (30), a mãe dá puxões de cabelo e tapas na filha mais velha de 6 anos. Ela ainda agride a filha de 8 meses e fotos mostram hematomas no rosto da bebê.  

As imagens foram gravadas pela família do pai das crianças e entregues à polícia. Além das agressões contra a criança, a polícia ainda deve investigar um possível estupro a criança de seis anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.