Conteúdo Patrocinado

Saiba como não errar na hora de escolher a mala de viagem


Seja uma viagem de passar o fim de semana na praia ou mês de férias fora do País, o momento de fazer a mala é um exercício de desapego; o segredo é não exagerar

Priscila Miranda
Priscila Miranda
Publicado em 08/02/2019 às 10:31
TV JC
FOTO: TV JC
Leitura:

Brasileiros que não querem pagar por suas bagagens em viagens de avião têm enfrentado limitações. É que, desde 2017, novas regras das companhias aéreas permitem apenas um volume gratuito de 10 kg, para ser levado na cabine, além de um item pessoal (mochila ou bolsa). As malas maiores, de 23 kg e 32 kg, que precisam ser despachadas, passaram a ser cobradas. Os preços variam, podendo chegar até R$ 120 por peça.

Então, o que já era difícil, ficou ainda mais desafiador. A hora de arrumar a mala se tornou um verdadeiro jogo de quebra-cabeça e desapegos. As próprias malas disponíveis nas lojas passaram a ser mais leves, com mais bolsos e mais funções – tudo para ajudar o passageiro na missão de viajar leve.

Sobre este assunto, a TV JC recebeu, na quinta-feira (8), o consultor de vendas da Bagaggio, Dayvson Martins.

Assista à entrevista completa:


Mais Lidas