search close
AGRESTE

Grávida é morta a facadas em Santa Cruz do Capibaribe

A mulher foi tentar apartar uma briga no Loteamento Pedra Branca, em Santa Cruz do Capibaribe, quando foi esfaqueada

Vítima tentou apartar briga quando foi esfaqueada
Vítima tentou apartar briga quando foi esfaqueada
Reprodução/ Internet

Uma jovem grávida de quatro meses morta a facadas e três pessoas feridas. Esse foi o saldo de uma confusão generalizada no Loteamento Pedra Branca, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado. O caso foi registrado pela polícia neste domingo (10). Gilmara Albuquerque da Silva, 20 anos, morreu tentando apartar uma briga entre o agressor e a sua ex-companheira.

Tudo começou quando Givaldo de Souza Silva, de 20 anos, espancou brutalmente a companheira de apenas 16 anos, na frente da filha deles, que tem apenas 1 ano.

O delegado Flaubert Queiroz, detalha o ocorrido. “Aparentemente foi uma discussão entre a ex-mulher dele e ele. Segundo as testemunhas, ela teria começado a provocar, ele estaria bebendo e em um dado momento ele perdeu a cabeça, foi até onde ela estava e a agrediu. Algumas pessoas interviram para que ele não continuasse as agressões, ele foi até a sua casa e armou-se com uma faca”, contou.

Confira os detalhes no flash de Berg Santos:

Segundo o delegado, os vizinhos tentaram apartar a confusão e Gilmara foi tentar acalmar a ex-companheira de Givaldo, mas foi atingida por golpes de faca.

Autuação 

O autor do crime também foi agredido com golpes de foice na cabeça e está custodiado no Hospital de Santa Cruz do Capibaribe. Givaldo de Souza Silva foi autuado por feminicídio, uma tentativa de feminicídio contra a ex-companheira e também uma tentativa de homicídio contra um rapaz que tentou intervir.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.