AGRESTE

Grávida é morta a facadas em Santa Cruz do Capibaribe

A mulher foi tentar apartar uma briga no Loteamento Pedra Branca, em Santa Cruz do Capibaribe, quando foi esfaqueada

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 11/02/2019 às 16:27
Reprodução/ Internet
FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

Uma jovem grávida de quatro meses morta a facadas e três pessoas feridas. Esse foi o saldo de uma confusão generalizada no Loteamento Pedra Branca, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado. O caso foi registrado pela polícia neste domingo (10). Gilmara Albuquerque da Silva, 20 anos, morreu tentando apartar uma briga entre o agressor e a sua ex-companheira.

Tudo começou quando Givaldo de Souza Silva, de 20 anos, espancou brutalmente a companheira de apenas 16 anos, na frente da filha deles, que tem apenas 1 ano.

O delegado Flaubert Queiroz, detalha o ocorrido. “Aparentemente foi uma discussão entre a ex-mulher dele e ele. Segundo as testemunhas, ela teria começado a provocar, ele estaria bebendo e em um dado momento ele perdeu a cabeça, foi até onde ela estava e a agrediu. Algumas pessoas interviram para que ele não continuasse as agressões, ele foi até a sua casa e armou-se com uma faca”, contou.

Confira os detalhes no flash de Berg Santos:

Segundo o delegado, os vizinhos tentaram apartar a confusão e Gilmara foi tentar acalmar a ex-companheira de Givaldo, mas foi atingida por golpes de faca.

Autuação

O autor do crime também foi agredido com golpes de foice na cabeça e está custodiado no Hospital de Santa Cruz do Capibaribe. Givaldo de Souza Silva foi autuado por feminicídio, uma tentativa de feminicídio contra a ex-companheira e também uma tentativa de homicídio contra um rapaz que tentou intervir.

Mais Lidas