ESQUEMA

Ministro Sérgio Moro diz que PF vai investigar “laranjas” do PSL


Ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse que orientação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é de que as denúncias sejam investigadas

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 14/02/2019 às 15:42
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
FOTO: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse, nesta quinta-feira (14), que a suspeita de que uma candidata do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, teria sido usada como laranja somente para receber recursos do fundo eleitoral vai ser investigada.

Sérgio Moro disse que a orientação de Bolsonaro é de que a denúncia feita pela imprensa seja apurada o quanto antes. “Os fatos vão ser apurados e eventuais responsabilidade, após as investigações, vão ser definidas”, disse.

No último fim de semana, o jornal Folha de São Paulo publicou notícias dizendo que o PSL de Pernambuco teria repassado cerca de R$ 400 mil a uma candidata a deputada federal que recebeu apenas 274 votos. O dinheiro chegou às mãos da candidata três dias antes das eleições.

Discussão com juristas

Sérgio Moro esteve hoje com um grupo de juristas apresentando propostas de projeto de combate a corrupção e também da violência. O ministro reconheceu que um dos pontos que ele precisa convencer os parlamentares para aprovarem a medida é o que trata da prisão após condenação em segunda instância.

Um outro quesito que também vai ser objeto de análise é a criminalização do crime de caixa dois.


Mais Lidas