BRUTALIDADE

Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar mulher por 4 horas


A Justiça do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva após audiência de custódia; homem vai passar por avaliação psiquiátrica

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 18/02/2019 às 18:04
Reprodução/ Instagram
FOTO: Reprodução/ Instagram
Leitura:

A Justiça do Rio de Janeiro converteu em prisão preventiva a prisão em flagrante de Vinicius Batista Serra, acusado de ter espancado a paisagista e empresária Elaine Perez Caparroz, 55 anos, no apartamento dela, na Barra da Tijuca. O caso foi registrado na 16ª Delegacia de Polícia (Barra da Tijuca) como tentativa de feminicídio.

A decisão foi do juiz Alex Quaresma Ravache, em audiência de custódia realizada hoje (18). O magistrado determinou ainda que Vinicius seja encaminhado para avaliação médica psiquiátrica.

Vinícius Batista Serra, de 27 anos, foi preso em flagrante
Vinícius Batista Serra, de 27 anos, foi preso em flagrante
Reprodução/ Redes Sociais

"As fotos anexadas ao laudo prévio de lesão corporal demonstram a extrema gravidade das agressões às quais a vítima foi submetida. Os fatos do caso em exame revelam a alta periculosidade do agente e a necessidade da prisão cautelar como garantia da ordem pública", diz a decisão. O juiz acrescenta que a prisão deve contribuir para que o custodiado não gere mais temor à vítima, que precisará comparecer em juízo para depor de forma isenta e livre de intimidações.

Na decisão, o juiz narra que vizinhos de Elaine chamaram a polícia ao ouvir os gritos de socorro da vítima. O policial militar que foi ao apartamento encontrou a vítima gravemente ferida, constatando sangue em diversos cômodos. Devido à gravidade dos ferimentos, Elaine não pôde ser ouvida pela polícia no momento do socorro.

Segundo o segurança do condomínio, o agressor chegou a se dirigir à portaria sujo de sangue, na intenção de fugir do local. Ele foi impedido de sair do prédio e a polícia foi acionada.

Entenda o caso

A empresária e paisagista Elaine Perez Caparroz, 55 anos, teve diversas fraturas no rosto após ser espancada por Vinícius Batista Serra, 27 anos, por quatro horas no primeiro encontro com o homem em sua casa, no Rio de Janeiro. O caso foi divulgado pelo Fantástico, da TV Globo, nesse domingo (17). Segundo ela, eles se conheceram nas redes sociais e trocaram mensagens por oito meses até marcarem o primeiro encontro.

No hospital, ela contou como as agressões começaram. “Ele falou então: 'deita no meu ombro para a gente dormir abraçadinho, pra dormir juntinho. Aí eu falei: 'tá bom'. Eu acordei com ele me esmurrando a cara”, lembrou a vítima.

Elaine contou que tentou se defender, mas Vinícius continuava com as agressões. "Ele foi tentar me dar um mata-leão, foi quando eu coloquei as mãos pra não deixar ele concluir. Aí ele me mordeu, nossa, me deu umas dentadas absurdas, assim, sabe, aí eu comecei a gritar: socorro, socorro, socorro!".

O zelador do condomínio foi quem chamou a polícia depois de ser alertado por vizinhos de Elaine sobre os gritos. Quando ele chegou, a porta estava aberta e o agressor não estava mais dentro do apartamento. O zelador acionou a portaria e pediu aos funcionários para eles não abrissem os portões, para que Vinicius não pudesse fugir.

O agressor foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio. Ele disse que tomou vinho, dormiu e acordou em surto. Ele foi preso em flagrante e autuado por tentativa de feminicídio.


Mais Lidas