OPERAÇÃO URBANIZAR

Polícia desarticula esquema de contratação de funcionários fantasmas em Igarassu

O presidente, a vice e uma assessora da Empresa de Urbanização de Igarassu foram presos suspeitos de se responsáveis pelo esquema

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 26/02/2019 às 8:33
TV Jornal
FOTO: TV Jornal
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu nesta terça-feira (26) o presidente, a vice e uma assessora da Empresa de Urbanização de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. As prisões fazem parte da Operação Urbanizar e os presos foram levados para a Delegacia de Paulista.

Neste momento, policiais cumprem sete mandatos de busca e apreensão um deles na sede da empresa. Os presos foram identificados como Roberto Burle Arcoverde, que é o presidente, Miriam de Almeida Tenório, a vice, e a assessora Sheila Gláucia da Paz Teixeira Albuquerque.

De acordo com o delegado Ivaldo Pereira, diretor Integrado Metropolitano, os três faziam parte de um esquema de contratação de funcionários fantasmas e eram liderados pelo presidente. “Ele que comandava todas as ações dessa empresa, auxiliado pela vice-presidente bem como pela sua secretária, Sheila. Eles pegavam os dados dessas pessoas, que não tinham ideia que trabalhavam para a prefeitura, esse cadastro era utilizado para simular um contrato de prestação de serviço. Era repassado o valor de R$ 2 mil, essa verba nunca chegava a essas pessoas, era desviada pelo presidente e pela vice-presidente para proveito próprio”, detalhou.

Ainda de acordo com o delegado, os três teriam tentado atrapalhar as investigações, por isso foram presos preventivamente.

Confira os detalhes no flash de Cinthia Ferreira:

Crimes

Os três alvos da operação vão responder pelos crimes de peculato e associação criminosa.

Mais Lidas