Galo da Madrugada

Frevo Mulher é o tema do Galo da Madrugada


Na 42ª edição o Galo homenageia todas as mulheres que ajudaram a transformá-lo no maior bloco de rua do mundo

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/03/2019 às 19:48
Fotos: Arnaldo Carvalho/Jc Imagem
FOTO: Fotos: Arnaldo Carvalho/Jc Imagem
Leitura:

Ele está na ponte! A majestade, o Galo da Madrugada, já reina na Ponte Duarte Coelho, à espera dos milhares de foliões para mais uma edição do tradicional bloco carnavalesco pernambucano. Esse ano as mulheres ganham um lugar de destaque na agremiação. E nada mais justo que essa homenagem venha com o tema Frevo Mulher.

Escrita por Zé Ramalho e imortalizada na voz de Amelinha, a canção se tornou símbolo do carnaval do Recife há mais de 40 anos. A cantora cearense fará sua estreia no Galo, neste sábado de Zé Pereira (02). "“Frevo Mulher é um ícone, foi uma música intensa e assim que eu vi pensei ‘poxa, é muito incrível’. É realmente um música atemporal e que eu tenho como um ponto luminoso na minha carreira. E comemorar quarenta anos dela sendo homenageada no Galo é muito especial, fiquei muito agradecida”, comenta a cantora.

Mesmo sendo sua primeira vez, Amelinha já acompanhava a transmissão do bloco e já participou de carnavais em Olinda e Recife. "Em um dos carnavais que passei em Pernambuco, senti uma coisa maravilhosa que foi testemunhar a energia da festa. Você não precisa andar, você flutua enquanto dança, brinca, é muito gostoso. Sempre fui fascinada pelo Recife, quando era menina tinha uma coisa mágica com essa cidade, sonhava em conhecer por causa do frevo e depois que comecei a cantar, fiz grandes amigos. É um lugar pelo qual tenho muito carinho”, afirma.

Além de Amelinha, quatro mulheres também estão sendo homenageadas. São elas: a cantora e compositora Lia de Itamaracá, a atriz Fabiana Karla, a pentatleta Yane Marques e a foliã Léa Lucas. Elas vão desfilar em alegorias especialmente feitas para cada uma, como um modo de destacar a força e irreverência da mulher no carnaval.

O Desfile

A partir das nove da manhã começa, oficialmente, o desfile do Galo. Serão mais de nove horas de muito frevo no centro da capital pernambucana. Tendo início na Travessa do Forte e terminando na Rua do Sol. São 30 trios elétricos, com mais de 40 atrações animando os foliões durante o percurso de 6 km.

Foram criadas três novas bonecas gigantes (índia, branca e negra) representando a força feminina na origem do povo brasileiro.


Mais Lidas