CONFORTO

Ônibus: vereadores do Recife vão debater instalação de ar condicionado

A audiência pública para debater implementação dos equipamentos nos ônibus está marcada para a próxima sexta-feira, às 9h, na Câmara Municipal do Recife

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 11/03/2019 às 17:25
JC Imagem
FOTO: JC Imagem
Leitura:

A Câmara Municipal do Recife debaterá uma pauta que interessa bastante os passageiros de ônibus do Recife: a implementação de ar condicionado nos ônibus da cidade e Região Metropolitana. A audiência pública está marcada para a próxima sexta-feira (15), às 9h. Atualmente, há um projeto de lei circulando na casa, mas que ainda precisa ser votado pelo plenário.

O autor do projeto é o vereador Alcides Teixeira Neto (PRTB). Segundo ele, o que motivou a criação do projeto de lei foi a má qualidade do transporte público.
“Um quadro de descaso com trabalhadores e trabalhadoras, homens e mulheres, estudantes e o público em geral; incluindo-se nesse grupo os próprios operadores do sistema, que sofrem com o trânsito lento e caótico, além das temperaturas altíssimas em nossa região, beirando facilmente os 40 graus”, afirmou o vereador.

Alcides Teixeira ainda relembrou que a medida era uma das promessas feitas no momento da retirada de alguns transportes alternativos que circulavam pela cidade, como as Kombis.

“Desde a regulamentação e retirada do transporte alternativo desordenado, que operava no Recife e Região Metropolitana, ficou firmado acordo em que os ônibus teriam como atrativo a climatização, o que aconteceu com algumas linhas. Porém, em dado momento, cessaram esse benefício”, relembrou.

Denúncias

No dia 22 fevereiro a Frente de Luta pelo Transporte Público protocolou uma representação no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pedindo a investigação do Grande Recife Consórcio de Transporte e das empresas Caxangá e Metropolitana por não colocarem em circulação ônibus com ar condicionado comprados em 2018. Os veículos foram adquiridos, mas foram incluídos nas frotas das empresas.

Em nota dois dias antes, o Grande Recife Consórcio de Transporte havia afirmado que “a inclusão desses veículos no Sistema de Transporte Público de Passageiros acontecerá após solução relativa aos contratos de concessão das linhas”.

A licitação foi realizada em 2013. O processo foi dividido em sete lotes, dos quais apenas o 1 e o 2 foram assinados. Esses grupos correspondem aos corredores Norte/Sul e Leste/Oeste do BRT, além de ônibus que trafegam em Olinda, na Região Metropolitana, e de linhas alimentadoras, que trazem os usuários do subúrbio até o terminal integrado mais próximo. Deles, apenas os BRTs são climatizados.

Os contratos de 3 a 7, que compreendem corredores como as avenidas Norte, Abdias de Carvalho e Domingos Ferreira, ainda não foram assinados. A concessão será das mesmas empresas que já atuam hoje.

Mais Lidas