Família de jovem baleado em Jaboatão nega troca de tiros com a polícia

Segundo a polícia, o jovem, que foi baleado nas costas, teria trocado tiros com a guarnição; arma que teria sido usada por ele não foi apresentada

VIOLÊNCIA
Família de jovem baleado em Jaboatão nega troca de tiros com a polícia

Segundo a polícia, jovem teria atirado na polícia - Foto: Reprodução/ TV Jornal

A família de um jovem de 23 anos que foi baleado depois de uma suposta troca de tiros com a polícia contesta a versão dos policiais para o ocorrido. Segundo a polícia, antes de ser baleado, a vítima, que teve a identidade preservada, teria atirado três vezes contra uma guarnição que fazia rondas no bairro de Jardim Jordão, em Jaboatão dos Guararapes.

A viatura atingida pelos tiros foi levada para o Complexo Policial de Prazeres, também em Jaboatão. A família do jovem contesta a versão da polícia, como conta uma tia dele, que não quis se identificar. "Não foi assim que aconteceu. Segundo uma amiga dele, um dos amigos dele emprestou a moto pra ele levar ela em casa. Ele não ter parado foi porque ele não tinha habilitação", disse. "O carro da polícia bateu neles uma vez e eles não caíram, na segunda vez bateu e ele caiu. Ele já caiu dizendo 'parei senhor', mas eles já desceram atirando", afirmou.

A tia ainda fala que a região em o tiro atingiu o jovem, as costas, não condiz com a versão apresentada pela polícia.

A arma que teria sido utilizada pelo suspeito não foi encontrada. De acordo com a tia da vítima, o sobrinho não estava armado quando foi atingido.

Atendimento médico

Depois de atingido, ele foi levado à UPA da Imbiribeira, de onde foi transferido para o Hospital da Restauração. Não há informações sobre o estado de saúde dele. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.