ACIDENTE

Ventania atinge Dois Unidos e deixa duas crianças feridas


As crianças estavam indo para a escola com a mãe e uma delas teve o dedo do pé decepado

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 27/03/2019 às 13:46
Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Uma forte ventania no Recife deixou duas crianças feridas nesta terça-feira (27). O acidente aconteceu na rua Epaminondas Mendonça, no bairro de Dois Unidos, na Zona Norte da capital pernambucana. Passavam pelo local duas crianças de quatro e cinco anos, que estavam a caminho da escola na companhia da mãe.

Em um dos trechos da rua, telhas de Brasilit voaram do telhado de uma casa e atingiram a menina de cinco anos na cabeça, na mão e no pé esquerdo. O sapato da garota foi rasgado e parte de um dos dedos foi decepado e outro quebrado, por uma das telhas.

O menino de quatro anos teve apenas escoriações leves. A dona de casa Zilda de Santana, uma das moradoras da rua, foi quem socorreu as crianças para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife.

Segundo Zilda, chovia bastante no momento do acidente, e a mãe e as crianças ficaram em desespero. “Estava chovendo, depois veio aquela ventania forte com uma zoada. Aí passou uma senhora levando duas crianças para a escola. Aí os telhados voaram para cima das crianças. Abrimos as portas, a mãe entrou que começou a arrumar a menina e elas em um desespero muito grande. A menina estava chorando muito quando tirou o sapato estava o dedo da menina solto”, disse a Zilda.

O operador de logística Clézio Soares, dono da casa que teve as telhas arrancadas pela ventania, afirma que a mulher e a filha dele estavam dentro da residência, na hora do acidente. As duas não se feriram. “Minha esposa estava no quarto e minha filha na sala. Elas escutaram o estalo, quando viu foi a telha voando. Elas se protegeram no momento”, finalizou.

As duas crianças atingidas pelas telhas na rua foram transferidas para o Hospital da Restauração. A menina de cinco anos passou por cirurgia para reimplantar o dedo do pé que foi decepado. No entanto, segundo a família das crianças, o procedimento não deu certo e a garota continua internada. O menino de quatro anos já recebeu alta.


Mais Lidas