Operação mira associação criminosa que atuava na Prefeitura de Agrestina

O objetivo era cumprir quatro mandados de prisão preventiva e nove mandados de busca e apreensão

OPERAÇÃO
Operação mira associação criminosa que atuava na Prefeitura de Agrestina

Além de Agrestina, os mandados estão sendo cumpridos nas cidades pernambucanas de Garanhuns, Brejão, Panelas e Jurema - Foto: Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal em Caruaru divulgou um balanço sobre a Operação Pescaria II deflagrada na manhã desta quinta-feira (28) com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva de suspeitos de integrar uma associação criminosa especializada na prática de fraude em processos licitatórios no município de Agrestina, no Agreste de Pernambuco.

O delegado Márcio Tenório faz um saldo positivo da ação. “A gente hoje teve a deflagração da Operação Pescaria II. O objetivo era cumprir quatro mandados de prisão preventiva e nove mandados de busca e apreensão. Todos os mandados foram cumpridos, as prisões foram três aplicadas na cidade de Agrestina e uma delas em Garanhuns. Os demais municípios Panelas, Jurema, Brejão tiveram endereços que foram alvos de mandados de busca e apreensão”, afirmou.

Entre os envolvidos estão os funcionários públicos e secretários da cidade de Agrestina, como destaca o delegado Márcio Tenório. “A gente tem três funcionários do município, sendo dois deles secretários municipais. São prisões preventivas, ou seja, ela não tem prazo e ficará a cargo das conclusões das investigações”, explicou.

Na manhã desta quinta foram presos os secretários de Saúde e Obras, um engenheiro e um empreiteiro, todos funcionários da prefeitura.
O delegado da Polícia Federal detalha ainda que a Operação Pescaria II se deu por conta das investigações que continuaram da Operação Pescaria I, realizada no dia 21 de setembro do ano passado. “A Operação Pescaria II ela decorre exatamente da análise do material que foi apreendido na primeira fase. Com a deflagração da primeira fase, a gente fez buscas em diversos locais, inclusive na própria Secretária de Saúde, na Sede da Prefeitura. A análise desse material foi que nos levou hoje a pedir as novas medidas que foram deferidas pela justiça”, completou.

Prefeitura de Agrestina

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Agrestina divulgou uma nota dizendo que vai colaborar com as autoridades para que seja restabelecida a ordem colocando à disposição da justiça.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.