TRAGÉDIA

Corpo de mulher agredida a facadas e queimada na Zona Norte é enterrado nesta quinta


A mulher foi socorrida para o hospital no domingo (31), com lesões de faca e queimaduras. Ela morreu na terça (2) e será sepultada no Cemitério de Santo Amaro, área central do Recife

Arlene Carvalho
Arlene Carvalho
Publicado em 04/04/2019 às 11:18
Arquivo/JC Imagem
FOTO: Arquivo/JC Imagem
Leitura:

O corpo de Valdicélia Aguiar da Silva, 28 anos, que não resistiu as 15 facadas e as queimaduras das quais foi vítima, será sepultado na tarde desta quinta-feira (4) no cemitério de Santo Amaro, área central do Recife. A mulher havia dado entrada no Hospital da Restauração no último domingo (31), com graves lesões no crânio e queimaduras de segundo e terceiro graus, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na terça-feira (2).

Ainda chocado com as circunstâncias da morte da filha, o pai da jovem faz um desabafo. “Estou muito desabalado, infelizmente. A gente deu muito conselho, sabia que um dia podia chegar a esse ponto, mas não dessa maneira”, lamentou.

Ele revelou que a filha conheceu os suspeitos numa festa e que logo depois eles teriam se dirigido para a casa dela, no bairro de Dois Unidos, Zona Norte do Recife, onde aconteceram as agressões. O pai espera que a justiça seja feita. “Eu quero justiça e que eles passem um bom tempo na cadeia para não fazer isso com outra família”, finalizou.

De acordo com parentes, a jovem tinha dois filhos de 2 e 5 anos. As crianças estão sob os cuidados da avó paterna.

Confira os detalhes na matéria de Marcela Maranhão:

Presos

Ainda no domingo, dois homens foram presos suspeitos de cometer o crime. Álvaro Pereira da Silva Filho, 22 anos, e Erick da Silva Santos, 21 anos, foram autuados por tentativa de homicídio. Na audiência de custódia, eles tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva e estão no Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel).

Agora, além dupla vai responder por homicídio.


Mais Lidas