Jornalismo

Dia do jornalista: um olhar no futuro com pegadas históricas


Dia do jornalista é comemorado em sete de abril

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 06/04/2019 às 16:37
Léo Mota / JC Imagem
FOTO: Léo Mota / JC Imagem
Leitura:

O dia do jornalista é comemorado em sete de abril pela Associação Brasileira de Imprensa. O motivo? Homenagear um colega de profissão que havia sido morto por conta de suas opiniões políticas. A data foi instituída em 1931, cem anos depois do crime.

De lá pra cá, a imprensa já noticiou muita coisa: guerras, escândalos políticos, desastres naturais. Além disso, as mídias se transformaram e novas tecnologias surgiram. Mas nesse tempo todo, a essência de contar histórias verdadeiras não se perdeu.

Pela imprensa já passaram nomes famosos consagrados, anônimos importantes e uma série de apaixonados pela arte de fazer jornalismo.

Jornalistas

Há 23 anos na profissão, a editora executiva da Rádio Jornal, Diana Moura, ressalta a importância, cada vez maior, do profissional de jornalismo na sociedade. “A gente tem que lutar pela nossa credibilidade em defesa dos nossos valores. Na comunicação, a gente disputa com notícia falsa, com site mentiroso, com fake news, com Facebook. Então, o jornalismo nunca foi tão necessário”, pontua a editora.

A estudante, Suzane Gomes, veio da Amapá para o Recife com o intuito de estudar jornalismo. Ela escolheu a profissão por conta de uma experiência anterior em assessoria de imprensa. Mesmo apaixonada pela área de comunicação, Suzane se preocupa com o futuro dos modelos tradicionais: “Eu tenho muito curiosidade em relação ao jornal impresso. Apesar de me identificar com a área de assessoria, a pergunta que eu me faço hoje é sobre o futuro do jornal impresso.”

A reportagem completa é de Max Augusto:


Mais Lidas