ALERTA

Olinda promove mutirão para diagnosticar hanseníase


Manchas esbranquiçadas ou amarronzadas na pele podem ser indicativos da hanseníase

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 08/04/2019 às 13:34
Secretaria de saúde - Prefeitura do Recife
FOTO: Secretaria de saúde - Prefeitura do Recife
Leitura:

Manchas esbranquiçadas ou amarronzadas na pele e que não provocam ardência, coceira ou dor podem indicar um quadro de hanseníase. Para confirmar casos suspeitos, a Secretaria de Saúde de Olinda preparou uma operação especial esta semana para atender pessoas com sintomas da doença.

A partir desta terça-feira (09) até sexta-feira (12) o público poderá procurar uma unidade de saúde para ser examinado por um profissional. A abertura da ação ocorreu nesta segunda-feira (08) e faz parte da 4.ª Etapa do projeto Abordagens Inovadoras para Investigação e Esforços para um Brasil Livre da Hanseníase.

O público pode ir espontaneamente a um dos postos de saúde inseridos no cronograma de atividades práticas.

Doença contagiosa

A hanseníase é causada por uma bactéria e é contagiosa. A transmissão ocorre por meio de convivência com pessoas que estão infectadas e que não estão fazendo o tratamento. O contágio pode ocorrer através da saliva ou secreções nasais. Por isso é importante ficar atento aos sintomas da doença.

A hanseníase também pode manifestar-se como uma doença sistêmica, comprometendo articulações, olhos, testículos e outros órgãos.

Confira o calendário de atendimento:

Terça-feira:

8h às 12h – USF Alto da Conquista I e II

13h30 às 17h30 – Varadouro I e II

Quarta-feira:

8h às 12h – USF Azeitona I e II

13h30 às 17h30 – Ilha de Santana I e II

Quinta-feira:

8h às 12h – Bultrins Monte I e II

13h30 às 17h30 – Jardim Atlântico

Sexta-feira:

8h às 12h – Caixa D’Água I e II

13h30 às 17h30 – Jardim Fragoso I e II


Mais Lidas