APLICATIVO

Em um ano, RMR registrou 1.500 tiroteios e disparos de armas de fogo


A plataforma mapeia os dados desde o dia 1º de abril de 2018

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 10/04/2019 às 14:33
Reprodução/Internet
FOTO: Reprodução/Internet
Leitura:

Os da dados assustam: 1.500 tiroteios e disparos de armas de fogo. Este é o número registrado na Região Metropolitana do Recife, em apenas um ano. O levantamento foi feito pelo Laboratório de Dados sobre Violência Armada, Fogo Cruzado.

A plataforma que mapeia os dados desde o dia 1º de abril de 2018, contabilizou uma média de quatro tiros por dia no Grande Recife, com um total de 1.103 mortes e 547 feridos.

Entre os bairros que registraram os maiores índices de tiroteios estão os bairros de Coahb, Ibura e Pina, na Zona Sul do Recife, Piedade em Jaboatão dos Guararapes e no Centro de Igarassu.

Confira os detalhes na matéria de Felipe Rocha:

De acordo com o coordenador do aplicativo Fogo Cruzado, em Pernambuco, José Luís Ratton, a principal causa para os altos registros de violência com arma de fogo nestes bairros é a falta de políticas de segurança pública. “A regulação de conflitos da RMR ela tem reproduzido uma estrutura de desigualdade social que afeta as populações mais pobres”, afirmou.

Por meio de nota, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco afirma que não comenta essas estatísticas, pois desconhece os dados e a metodologia de coleta. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), os dados do governo são consolidados pelo cruzamento de informações policiais e divulgados mensalmente.

O aplicativo fogo cruzado coleta os dados através de informações enviadas via usuários de um aplicativo da plataforma, por meio da imprensa e de canais de autoridades policiais. A informação é analisada por uma equipe de gestão de dados antes de ser divulgada. A plataforma é gerenciada pelo Núcleo de Pesquisas em Políticas de Segurança (NEPS), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e está disponível para downloads em smartphones, nas plataformas Android e IOS.


Mais Lidas