SAÚDE

Vacinação contra a gripe começa nesta quarta-feira em todo o país

A mobilização vai até 31 de maio. A meta do Ministério da Saúde é atingir pelo menos 90% dos grupos de risco da campanha

Arquivo/Agência Brasil
FOTO: Arquivo/Agência Brasil
Leitura:

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa nesta quarta (10) em todo o país. Ao todo, são 2.598.158 pernambucanos aptos a tomar a vacina - que representa um aumento de mais de 143 mil pessoas em relação ao ano passado, já que houve ampliação na faixa etária de crianças (anteriormente, era até menores de 5).

No Recife, 170 postos estão aptos a oferecer a vacina. Recife. Estima-se que cerca de 400 mil pessoas devam ser imunizadas na capital pernambucana.

A mobilização vai até 31 de maio. A meta do Ministério da Saúde é atingir pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação.

Nesta fase da campanha, de 10 a 18 de abril, o objetivo é imunizar crianças com idade entre seis meses e 6 anos, grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). A partir de 22 de abril, todo o público-alvo da vacinação poderá receber a dose.

O público-alvo da campanha é constituído por trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Pernambuco

Em 2018, Pernambuconseguiu vco acinar 101,9% do público da campanha. De todos os grupos prioritários, só não foi alcançada a meta mínima de crianças (89,8%) – em todo o país, apenas dois Estados (Amapá e Goiás) atingiram cobertura igual ou superior a 90%.

“Este ano, temos mais crianças a vacinar, por isso será essencial a mobilização dos gestores públicos na criação de estratégias para chegar até a essa população. Precisamos reforçar também com os pais e responsáveis a importância da vacina, que começa a dar proteção em duas ou três semanas após a imunização”, destaca a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.

Ela ainda lembra que crianças não vacinadas em anos anteriores devem tomar duas doses da vacina, com um intervalo de 1 mês entre elas. As que já fizeram esquemas anteriores e os demais públicos devem tomar apenas uma dose.

Confira mais detalhes na reportagem de Cinthia Ferreira:

Composição

Os grupos são definidos de acordo com recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). O ministério considera também estudos epidemiológicos e o comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe.

Segundo o Ministério da Saúde, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Por isso, o ministério recomenda que os grupos selecionados, ainda que já tenham sido imunizados anteriormente, recebam a nova dose este ano.

“O Ministério da Saúde não indica a utilização da vacina contra influenza com cepas 2018, pois não tem a mesma composição da vacina de 2019, o que faz com que não seja eficaz para proteção, diz a nota da pasta.

Inicialmente havia a informação de que a campanha seria para crianças de 1 a 6 anos. Informação que foi corrigida.*

Mais Lidas