PRISÃO

Polícia prende mandante de homicídio de radialista e procura executor


O radialista Claudemir Nunes foi morto a tiros no dia 21 de março

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 15/04/2019 às 16:42
Divulgação/ Polícia Civil
FOTO: Divulgação/ Polícia Civil
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu Jeová Fortunato Gomes, suspeito de ser o mandante do assassinato do radialista Claudemir Nunes da Silva, morto no dia 21 de março, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado.

A 21ª Delegacia de Homicídios de Santa Cruz do Capibaribe, deu cumprimento, nesta segunda-feira (15), ao mandado de prisão temporária contra o homem.

Após os procedimentos legais, o preso será conduzido ao presídio de Santa Cruz do Capibaribe. De acordo com a Polícia Civil, a motivação do crime seria o relacionamento do radialista com a esposa do mandante do crime.

Jeová Fortunato Gomes foi preso temporariamente
Jeová Fortunato Gomes foi preso temporariamente
Divulgação/ Polícia Civil

A Polícia também divulgou a fotografia de Claudiano Silva Santos, mais conhecido como Cacau, que é suspeito de ser executor do homicídio. Ele está foragido. Qualquer informação quanto ao paradeiro de Claudiano pode ser repassada à Polícia Civil por meio dos telefones (81) 99488-7041 ou 3719-4534 (Disk Denúncia).

Relembre o caso

O radialista Claudemir Nunes foi morto a tiros quando saía da Rádio Comunidade FM, onde trabalhava, no dua 21 de março, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, ele foi atingido na cabeça na Rua José Jerônimo, no bairro São Cristóvão. A vítima morreu na hora.

Claudemir Nunes deixa esposa e três filhas, uma delas com aproximadamente dois meses.


Mais Lidas