OPERAÇÃO

Quadrilha suspeita de sequestrar bancários é desarticulada no Agreste


Os oito suspeitos foram autuados em flagrante e, caso sejam condenados, podem pegar mais de 20 anos de reclusão

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 17/04/2019 às 10:40
Divulgação / Polícia Federal
FOTO: Divulgação / Polícia Federal
Leitura:

Oito suspeitos de planejar um sequestro contra um tesoureiro e gerente do banco Itaú, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, devem passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (17). A quadrilha foi presa numa ação conjunta entre a Polícia Federal e a Polícia Militar, ocorrida na última terça-feira (16), no mesmo município.

O grupo era especializado em assaltos a banco e estaria se preparando para realizar a investida quando foram abordados pela polícia. No local onde os suspeitos estavam reunidos, foram apreendidos três veículos e duas armas de fogo. Os oito suspeitos foram levados para a delegacia de Caruaru, também no Agreste de Pernambuco, onde acabaram sendo autuados em flagrante pelo crime de roubo a banco e extorsão mediante sequestro. Caso condenados, eles podem cumprir pena de mais de 20 anos de reclusão.

[PUBLICIDADE]

“Uma quadrilha bastante violenta. Eles estudavam a rotina da vítima, para sequestrar a vítima ou até a família, até que o gerente vá até o banco e realize o saque”, detalha Giovani Santoro, chefe de comunicação da Polícia Federal.

O delegado de combate ao crime organizado do Recife, Carlos Marcos Correia, destaca que todos os presos negaram envolvimento com as acusações. “Eles negam a participação no crime. Dão depoimentos contraditórios. Nós temos muitos subsídios para incriminar todos que foram presos”.

Confira os detalhes na matéria de Berg Santos:

As investigações foram iniciadas em abril e as prisões aconteceram dentro da Operação Burgos.

Integrantes

De acordo com a Polícia Federal, a quadrilha era liderada pelo casal Roberta Katiuska da Silva Dutra, de 39 anos e Claudemar José da Silva, de 42 anos, que foram presos dentro de um hotel.

Além do casal, também eram integrantes da quadrilha Lucas Filipi de Araújo Barbosa, de 23 anos, Thiago Pereira da Silva, de 34 anos, Edemar José da Silva, de 45 anos, Felipe Graciliano de Lima, de 29 anos, Ewerton Paulo da Silva, de 22 anos e José Ederaldo Araújo Teixeira, de 54 anos.


Mais Lidas