VIOLÊNCIA

SDS e Sindicato dos Bancários se reúnem para discutir violência


De acordo com os Bancários, apenas no primeiro trimestre de 2019, foram 27 ocorrências

Pedro Guilhermino Alves Neto
Pedro Guilhermino Alves Neto
Publicado em 24/04/2019 às 10:42
Cortesia
FOTO: Cortesia
Leitura:

A Secretaria Estadual de Defesa Social (SDS) e o Sindicato dos Bancários se encontraram na última terça-feira (23), em Santo Amaro, área central do Recife, para firmar um acordo para rever a violência no setor. O principal ponto discutido na reunião foram as divergências entre os números de ocorrências apresentados pelo sindicato e pela SDS.

Os bancários alegam que, apenas no primeiro trimestre de 2019, foram 27 ocorrências - sendo 11 assaltos, quatro arrombamentos e um sequestro.

Já a Secretaria de Defesa Social está utilizando de outra metodologia e afirma que a criminalidade foi reduzida, se comparado com o mesmo período do ano passado.

João Rufino, diretor da instituição que representa os bancários, acredita que haverá um entendimento entre as partes. “A metodologia de cada um dos entes é diferente, mas como foi demonstrado pela SDS, todos os itens que nós colocamos também integram a SDS. Vamos permanecer na independência, mas haverá a troca de informações com a SDS”, explicou.

O sindicato e a SDS prometeram estratégias para ampliar a segurança das agências bancárias.

Em 2017 foi criado uma força tarefa voltado para desarticular quadrilhas especializadas em assalto a bancos e carros fortes.

Confira os dados de investidas contra bancos em PE do Sindicato dos Bancários:

Total de investidas = 24
Explosão =2
Assaltos=11
Arrombamentos=3
Sequestro =0
Estelionatos=6
Invasões =2

Por região

Agreste = 10
RMR = 8
Sertão = 5
Zona da Mata = 1


Mais Lidas