TORCIDA UNIDA

Após agressão, Sport promove torcedor e cachorro a sócios do clube


O torcedor Kleberson Luis da Silva, de 29 anos, e o seu cachorro Colher de Pau foram espancados após a vitória do Sport contra o Náutico, domingo

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 25/04/2019 às 16:33
Brenda Alcântara/ JC Imagem
FOTO: Brenda Alcântara/ JC Imagem
Leitura:

Após a agressão sofrida no último domingo (21), o torcedor do Sport Kleberson Luiz da Silvam, de 29 anos, ganhou um presente. Ele e o cachorro Colher de Pau foram promovidos à categoria de sócio-torcedor do Leão.

Os rubro-negros se recuperam em casa, no bairro dos Coelhos, região Central do Recife, do espancamento sofrido por parte de torcedores do Náutico, logo após a partida na qual o Sport se consagrou campeão do Campeonato Pernambucano 2019 e ergueu o 42º troféu da história do clube na competição.

Com o "presente" concedido pelo Sport, Kleberson e o cãozinho terão livre acesso às partidas na Ilha do Retiro até o final de abril de 2020. "A gente já o conhecia, ele é uma figurinha carimbada no clube. Depois do que aconteceu no último domingo, procuramos saber um pouco mais a respeito de Kleberson. Vimos que ele faz um sacrifício grande para estar nas partidas, inclusive financeiro. Gasta até o que não tem. Então, decidimos ajudá-lo com isso", comentou o vice-presidente de marketing do Sport, Diogo Noronha.

[PUBLICIDADE]

Amuleto

Assim como aconteceu na final do Campeonato Pernambucano deste ano, Colher de Pau costuma ir com Kleberson para algumas partidas na Ilha do Retiro. Como todas as vezes em que o cachorro esteve no campo o Leão ganhou, o cãozinho acabou se tornando uma espécie de amuleto do time.

Após o espancamento sofrido por Kleberson e Colher de Pau, a assessoria do Sport informou que o clube também se prontificou a arcar com as despesas para o tratamento do torcedor e do animal.


Mais Lidas