ALDEIA

Morte de empresário: Justiça decreta prisão preventiva de suspeitos


Os quatro homens foram presos suspeitos de participar do assassinato do empresário Mário Cavalcante de Gouveia Júnior, de 79 anos

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 25/04/2019 às 13:05
Juliana Oliveira/ TV Jornal
FOTO: Juliana Oliveira/ TV Jornal
Leitura:

A Justiça decretou a prisão preventiva de quatro homens suspeitos de participar da morte do empresário Mário Cavalcante de Gouveia Junior, de 79 anos, na madrugada da terça-feira (23). Eles foram presos em flagrante nesta quarta-feira (24) e conduzidos para o Fórum de Nazaré da Mata, Zona da Mata do Estado, onde passaram por uma audiência de custódia, nesta quinta-feira (25).

Três dos suspeitos foram localizados na cidade de Paudalho e um no Recife. Com Luciano José de Santana, Cícero Romão Henrique da Silva, Leonardo do Nascimento Silva e Rodrigo Gomes da Silva, a polícia encontrou armas de fogo, sendo uma pistola .45 de propriedade da vítima, além de munições, carregadores e um veículo com placa de Paudalho. Foi apreendido também 1,5kg de maconha prensada.

Após a prisão, eles foram conduzidos para a Delegacia de Camaragibe, onde passaram a madrugada desta quinta-feira (25), prestando depoimento para a delegada Euricélia Nogueira, que assumiu o caso.

'O erro de seu Mário foi não saber quantas pessoas estavam lá', diz piloto que tentou salvar empresário em Aldeia

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

Suspeitos

Os suspeitos negaram participação no crime e afirmaram não conhecer o empresário Mário Cavalcanti. De acordo com Rodrigo Varejão, advogado de Luciano e Cícero, seus clientes trabalhavam como guardas de apito na cidade de Paudalho, e que faziam a segurança da rua na qual estão localizados o parque aquático Águas Finas e a casa da família de Mário, onde o crime aconteceu.

Um quinto homem também é apontado como suspeito de participação no assassinato. Ele deu entrada no hospital na quarta-feira com um tiro na perna e outro no abdômen, mas morreu durante a madrugada.

Relembre o caso

Caso aconteceu durante a madrugada desta terça-feira
Caso aconteceu durante a madrugada desta terça-feira
Reprodução/ Redes Sociais

A casa onde o empresário, proprietário do Parque Águas Finas, morava, no quilômetro 17 da Estrada de Aldeia, foi invadida por cerca de 15 homens por volta das 2h30 desta terça-feira (23). O grupo levou aproximadamente dinheiro e nove armas de fogo, que pertenceriam a uma coleção da vítima. Toda a renda do fim de semana do parque aquático estaria guardada na casa.

De acordo com a Polícia Militar, Mário Gouveia foi baleado pelos criminoso após reagir. Ele chegou a ser levado em seu helicóptero para um hospital particular do Recife, mas não resistiu aos ferimentos.

Os criminosos estavam em dois carros e conseguiram fugir. Para dificultar a ação da polícia, eles montaram barricadas com árvores derrubadas e colocaram pregos nas vias de acesso ao local do crime. Um dos veículos que poder ter sido utilizado pelo grupo foi encontrado no Cordeiro, Zona Oeste do Recife.


Mais Lidas