FATALIDADE

Após duas semanas internada, morre idosa vítima de incêndio em Caruaru


A irmã da idosa já havia falecido no dia 17 de abril após sofrer queimaduras em 90% do corpo; incêndio teve início após um curto circuito no ventilador

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 29/04/2019 às 16:26
Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Morreu na manhã desta segunda-feira (29) a idosa Maria Felismina da Silva, de 84 anos, a idosa estava internada no Hospital da Restauração, área central do Recife, desde o dia 15 de abril, com queimaduras graves após um curto circuito em um ventilador. Ela morava na zona rural de Caruaru, no Agreste do Estado.

Maria Felismina deu entrada no HR junto com a irmã Terezinha Severina, de 67 anos, que morreu no dia 17 desse mês e a sobrinha Josefa Terezinha, de 41 anos, que já recebeu alta. Maria Felismina teve 20% do corpo queimado.

Segundo o chefe do setor de queimados do Hospital da Restauração, Marcos Barreto, a idade e o fato da idosa ter inalado muita fumaça contribuíram para o agravamento do quadro. "Ela ficou entubada, ela tinha um problema respiratório grave, embora a queimadura dela não tenha sido tão extensa ela não suportou", disse. "

[PUBLICIDADE]

Relembre o caso

Curto-circuito

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo teria sido iniciado após um curto-circuito em um ventilador. As chamas atingiram vários itens da casa, como cama, sofá, cortinas, entre outros.

As idosas teriam sido deixadas pela filha de uma delas dentro da casa, enquanto ela ia para à própria residência, que fica na mesma localidade. Quando a filha retornou, a casa já estava em chamas. Ela e o irmão entraram na residência para fazer o socorro das vítimas e a mulher também se feriu, mas sobreviveu. Ela chegou a ser internada no Hospital da Restauração com 10% do corpo atingidos pelas chamas.


Mais Lidas